23/10/2017

RESENHA #71 - “VLAD: O FILHO CAÇULA DE DRÁCULA" (LITERATURA NACIONAL) -SYLVANA CAMELLO

LIVRO: “VLAD: O FILHO CAÇULA DE DRÁCULA" (LITERATURA NACIONAL)
AUTORA: SYLVANA CAMELLO
EDITORA: AMAZON E-BOOK
PÁGINAS – 23
1ª  EDIÇÃO
CATEGORIA: FICÇÃO BRASILEIRA
ASSUNTO: TERROR/COMÉDIA



ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Toda preta com a cara de um vampiro e presas salientes e com olhos vermelhos.

- ESCRITA:

Narrativa em terceira pessoa e com diálogos dinâmicos.

SINOPSE:

“Vlad é um vampiro exótico, cheio de trejeitos e rituais esdrúxulos. Drácula há muito deixou de se preocupar com o filho, deixando Mina (sua esposa) um tanto quanto irritada. Colocado na parede pela mulher, decide então tomar uma atitude severa quanto a criação do filho temporão. Contando com a ajuda do Lobisomem, vão tentar colocar freios em Vlad através de uma boa caçada pela Transilvânia. No entanto, o vampiro esquisitão deixa o Lobisomem irritado, transformando essa aventura em algo surpreendente. Será que Vlad vai honrar os caninos dos Dracul’s ou decepcioná-los de vez? Tudo vai depender de um caçador chamado Van Helsing.”


RESUMO SINÓPTICO:

Drácula não era mais o Nosferatu de outrora. Agora era pai de família com filhos crescidos e netos. Não dava mais mordidas sanguinárias. Apenas seu filho caçula lhe dava trabalho. VLAD era cheio de rituais e trejeitos, bem enfadonho e um tanto efeminado.
MINA, esposa de Drácula, estava preocupada. Queria apenas que ele fosse vampiro, pois com todos seus 120 anos, Vald ainda não tinha usado suas presas em ninguém. Dizia ter alergia ao RH do sangue.
Drácula foi falar com o Lobisomen para que levasse Vlad à caça. Este por sua vez disse que só aguentaria Vlad se recebesse férias. Drácula concordou...
Vlad dizia ter Síndrome do Pânico (Como?), vampiros não ficavam doente, embora estivessem cada vez mais humanizados. Usava uma pochete preta da MELISSA, presente da mãe que o mimava, e vivia passando álcool gel nas mãos e usava lenços de papel para passar em lugares e pessoas que achava estarem cheios de germes. O Lobisomen era uma dessas criaturas...e quando soube que teria de ir à caça ao lado dele, passou mal...mas teve de ir.
Nas ruas, a espreita, estava o último descendente do caçador Val Helsin. Viu a movimentação do Lobisomen e do Vampiro para atacar uma prostituta e viu a oportunidade de acabar com ambos...mas, não aconteceu como imaginava...


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Já se sentiram enganados com a capa e o enredo de um livro? Pois foi o que aconteceu comigo aqui. Não para o lado ruim, mas para o lado bom. Pela capa e pela breve sinopse, achei que iria enfrentar um tremendo conto de terror, mas estava totalmente enganada.
Apesar de ter personagens e criaturas aparentemente maléficas, o conto é uma verdadeira comédia e me acabai de rir...Foi algo totalmente inesperado e achei muito criativo por parte da autora.
Gente! É algo surreal e cômico, sem contar que tem um certo clima de suspense e uma tremenda reviravolta que nos deixa de queixo caído. Sem contar que as personagens são bem escritas e descritas, o que nos envolve cada vez mais na leitura.
Posso apenas recomendar que leiam, porque super vale a pena poder dar boas risadas e ler algo inovador.


NOTA : 5,00 de 5,00


SOBRE O AUTORA:


Não encontrei nenhuma fonte que falasse algo sobre a autora.



CHEIRINHOS
RUDY


8 comentários:

  1. Ola Rudy!!
    Fiquei imensamente curiosa com essa resenha, um conto de terror com comédia junto deve ser demais, com certeza vou ler, adorei a dica!!

    ResponderExcluir
  2. Rudy

    eu acho que ia gostar desse livro !
    Gosto de livros assim, divertidos e que tem uma nova proposta sobre o que muitos já escreveram . Vampiro passando álcool gel deve ser hilário !
    Excelente dica !
    bjs boa semana

    ResponderExcluir
  3. Nao conhecia esse!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  4. Nunca li uma junção de terror com comédia. E parece ter mais comédia que terror 😂😂😂😂
    Amo comédia, então esse livro deve ser ótimo!

    ResponderExcluir
  5. Que demais!
    Terror e comedia juntos, gostei!
    Ai vou querer ler, porque daí, não tenho medo! kkkk
    pela capa eu pensei que fosse bem tenebroso mesmo! rsrs
    bjsss

    ResponderExcluir
  6. Que bom que a autora conseguiu te surpreender assim. Isso é muito bom, pois poderia ter caído no óbvio. Essa mistura de elementos que ela fez parece quer surtido um efeito positivo no enredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      Como a assunto é bem batido, poderia mesmo, mas foi uma surpresa.
      GRATIDÃO!
      Um maravilhoso final de semana!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  7. Oi Rudy, tudo bem com você?
    Não conhecia o livro, mas pelo visto ele te impressionou e isso acabou chamando a minha atenção.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy