11/07/2018

RESENHA #40 - “A BESTA DOS MIL ANOS” (LITERATURA NACIONAL) - ILMAR PENNA MARINHO JÚNIOR


LIVRO: “A BESTA DOS MIL ANOS” (LITERATURA NACIONAL)
SÉRIE: TRILOGIA DO APOCALIPSE
LIVRO: 1
AUTOR: ILMAR PENNA MARINHO JÚNIOR
EDITORA: JAGUATIRICA
PÁGINAS – 304
  EDIÇÃO 2018
CATEGORIA: FICÇÃO BRASILEIRA
ASSUNTO: FICÇÃO
ISBN: - 978-85-5662-129-0

Nenhum texto alternativo automático disponível.

CITAÇÃO:

“Aquilo que não serve mais é eliminado para dar lugar a coisas novas. Plutão está entrando na sua casa doze. Vai levar para fora todas as coisas reprimidas. É como se fosse um terremoto.” (pág. 21)

“Não é o lugar que importa. É o traço do destino que está escrito nas mãos e nas estrelas. Você vai acabar achando, onde ele estiver, minha filha. Tenha fé nisso.” (pág. 51)

“Aurélien ganhava, aos poucos, em seu íntimo, uma crescente consciência de que a vida é uma viagem cheia de mistérios e surpresas, ligados à grande aventura de estar no mundo, que marcava a evolução do homem sobre a Terra.” (pág. 61)

“[...] Era essa a mensagem ali contida: ‘Recebo o impacto total das forças da Criação. Devolvo sentido a vidas que parecem sem sentido e propósito para um mundo que muitas vezes parece sem resolução. A ordem retorna. A estrutura emerge. Tudo se arruma.’ “ (pág. 69)

ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Toda preta com letras prateadas e alguns pilares de pedra na parte de baixo, representando o Castelo de Angers.
A capa é um tanto sinistra, porém tem tudo haver com o conteúdo do livro.
Projeto gráfico: Aline Martins/Sem Serifa.

NOTA: 4,50 de 5,00


-DIAGRAMAÇÃO:

As folhas são amareladas com letras medianas e pretas. Fonte Dante MT Std.
Papel Pólen 70g/m²
Conteúdo: dedicatória; sumário; e, trinta capítulo numerados em algarismos romanos e com logotipo de pequeno arabesco acima.
Feita por: Aline Martins/Sem Serifa.
Formato: 14x21cm

NOTA: 4,80 DE 5,00

- ESCRITA:

A narrativa é descritiva em terceira pessoa com diálogos dinâmicos e com linguagem contemporânea, repleta de conhecimento e alguns termos estrangeiros. Em alguns trechos a linguagem se transforma em um tanto poética e bem culta.
A escrita é envolvente e estimulante.
A revisão está perfeita.
Feita por: Hanny Saraiva.

NOTA: 5,00 DE 5,00

CITAÇÃO:

“-O menino acertou – confirmou o padre Antoine. – O dinheiro é a grande mentira do universo, a serviço de Satanás e seus adoradores. O diabo está livre dos mil anos de condenação e solto no mundo que ergue o dinheiro ao céu como um Deus.” (pág. 101)

“[...] Franziu a testa de má vontade ao ouvi-la dizer: ‘Todo homem precisa da convicção da fé para crescer espiritualmente’. [...] “ (pág. 136)

“- É preciso ver além das pessoas. São as crenças que movem os homens. O dinheiro vem depois – disse Leonardo, com um ar petulante de quem não pretende de quem não pretende se desfazer da Relíquia.” (pág. 187)

SINOPSE:

“A busca por uma antiga tapeçaria e o mal espalhado por onde ela passa é pano de fundo para o primeiro livro da Trilogia do Apocalipse, de autoria de Ilmar Penna Marinho Júnior, que aborda temas como fé, violência, crime, ganância e sexo. Uma das sete peças que faltam para completar a Tapeçaria do Apocalipse, elaborada no século XIV e exposta no Castelo de Angers, na França, a de número 75, que traz a "Besta aprisionada por mil anos", depois de séculos, tem seu paradeiro afinal descoberto no Brasil na Rocinha, favela do Rio de Janeiro, então dominada por violentos traficantes.”

CITAÇÃO:

“-Dispensa o ódio para que haja alegria, o medo para que surja a coragem. Aumenta a tua fé, para que possas doar esperanças. Faz com que tua caridade cresça sempre para poder paz. Multiplica a fraternidade para que possas doar amor. E, ao sair daqui, seja interligada pela luz onde brilham as estrelas, ainda que distantes umas das outras. Nuvens de chumbos estão vindo, sá dona, mas é neste céu que vais encontrar a estrela brilhante, que veio de longe, bem longe, de outro planeta e aqui chegou, pousou em terra firme para trazer luz pros teus olhos azuis e coração. Vais conhecer breve o que é sentir o amor verdadeiro que vai te fazer muito feliz.” (pág. 201)

“-O amor é um mistério muito lindo quando as diferenças unem as pessoas – repetia Júlia na cozinha para uma mãe feliz, de avental salpicado de sauce béarnaise.” (pág. 215)

“[...] Estava certíssimo, o Satanás era o dinheiro que seduz para a violência e a maldade.” (pág. 169)

RESUMO SINÓPTICO:

FERDINAND ROCHRMONT DE SAILLY é o curador do CASTELO DE ANGERS na França, onde está abrigada a tapeçaria do Apocalipse, (feita em 1373 a pedido de Luís I de Valois, os ateliês parisienses de Nicolas Bataille, onde foi confeccionada a tapeçaria baseada no livro bíblico do APOCALIPSE,  obra tinha mais de 100 metros de comprimento e 4,5 metros de altura. Após várias gerações a obra foi doada e retalhada em 1783 e colocada a Venda Em 1849 teve início um movimento para reunir todas as peças e dar início a restauração, pois estavam dilaceradas, entretanto, alguns quadros desapareceram e a obra não estava completa.) e o Museu de Artes Medievais.  Ferdinand e seu auxiliar, o padre ANTOINE DUVERT, estão implementando uma grande reforma no Castelo para fazer uma grande reinauguração, tendo como ‘estrela’ principal a Tapeçaria e toda sua simbologia.
O quadro principal que representa ‘Diabo enjaulado por mil anos’ está desaparecido. Surge uma pista que está no Brasil, mais precisamente na favela da Rocinha no Rio de Janeiro.
AURÉLIEN que é sobrinho do padre Antoine, por ser exímio atirador de arco e flecha, policial e pesquisador, é convocado para ir ao Brasil, mais precisamente em uma ONG francesa, onde o quadro foi visto pela última vez, para resgatá-la. Ao chegar lá, se depara com uma operação policial em busca de traficante e acaba conhecendo JÚLIA, uma estudante de jornalismo que nasceu e morou toda sua vida em Visconde de Mauá. Como já previsto pela astróloga LISA, seria um encontro de toda a vida.
LISA é amante de LEONARDO, contador que passa a fazer a contabilidade dos traficantes do MORRO DONA MARTA, é casado e tem um filho adolescente cheio de problemas, como seu próprio casamento e busca consolo nos braços de Lisa... Leonardo realiza um sonho antigo que é reconstruir a antiga mansão do pai, começando assim, o início de um desejo de vingança antigo em seu coração e que guarda no porão da mansão, o segredo de seu sucesso repentino, ligado a tapeçaria desaparecida...


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTOR:

O livro é uma intrigante teia e trama bem escrita, trazendo personagens vívidos e bem desenvolvidos, de países diferentes e de caráter bem desenvolvidos. Não há personagem que não tenha um papel influente na trama, inclusive as personagens secundárias.
Uma mistura de cultura, história e conhecimento bíblico, religioso e místico, em um enredo que aborda uma miscelânea de assuntos como: ambição desmedida pelo poder e dinheiro, ganância, dramas e problemas familiares, romance, crimes e traições, corrupção e como as organizações criminosas se infliltram em várias escalas políticas e policiais, religião e seu fanatismo, compõem esse livro muito bem escrito, carregado de tensão e violência, suspense, um certo mistério, tornando a leitura intensa.
O leitor é levado a acompanhar todas as vertentes, convergirem para uma possível solução, trazendo um final bem amarrado, entretanto, com grande gancho para o próximo exemplar da série. Não tem como não deixar a leitura até a última página. É algo excepcional!
O enredo foi muito bem pensado e a escrita é elaborada ao ponto de utilizar a existência de lugares e fatos reais, para construir uma ficção que aborda assuntos aparentemente sem ligação, mas que ao final, mostra a inteligência soberba do autor, mostra seu conhecimento e pesquisa aprofundados em diversos assuntos, trazendo o ecletismo para dentro da obra.
Confesso que é um livro mais intelectualizado, que exige atenção, concentração e raciocínio do leitor, para conseguir entender nas entrelinhas a simbologia do real sentido da obra e o significado por traz de todo o enredo.
Embora recomende a leitura para todos que se interessam por uma boa trama e suspense, acredito que nem todos se sentirão satisfeitos com a leitura, pois exige um determinado nível de conhecimento e entendimento de determinados assuntos. 
Sem querer comparar, mas apenas como exemplo de estilo que o livro carrega, é algo como O CÓDIGO DA VINCI.
O que sei é que já está na lista dos melhores livros lidos no ano até aqui.

 NOTA : 5,00 de 5,00*

Resultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONS


SOBRE O AUTOR:

A imagem pode conter: 1 pessoa

Ilmar Penna Marinho Junior é natural do Rio de Janeiro. Passou a infância e adolescência na Europa, aonde aprendeu a apreciar a cultura francesa. Jornalista, formou-se em Direito pela PUC-Rio e diplomou-se em Master of Comparative Law pela Georgetown University, Washigton. Foi Secretário de Administração no Estado do Rio de Janeiro. Exerceu relevantes funções de confiança na Petrobras. Publicou os livros: Petróleo - Soberania & Desenvolvimento (Bloch, 1970), Petróleo: Política e Poder (José Olímpio, 1989), Águas profundas ou o Petróleo é nosso (Editora Revan, 1998), O Quinto Poder (Razão Cultural, 2000) e A Besta dos Mil Anos (Novo Século, 2010), primeiro livro da Trilogia do Apocalipse. Em 2018, publicará ainda o Livro III da Trilogia do Apocalipse.

EXEMPLAR CEDIDO PELA OASYS CULTURAL.

A imagem pode conter: texto



CHEIRINHOS

RUDY



34 comentários:

  1. Incrível!! Adoro uma boa ficção. E ver os escritores brasileiros se saindo bem nessa temática é prazeroso demais. Já quero ler. Muito orgulho da nossa literatura.

    Amei a resenha!!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa!
      Tenho também muito orgulho de nossos autores.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  2. Eu li o livro esses dias e gostei muito do estilo e de ter o Brasil como um dos principais cenários do enredo. Quanto ao final, eu gostei bastante. Realmente bem amarrado, mas deixando um bom gancho para o próximo livro, que já estou ansioso para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      Bom que tenha lido e espero que tenha gostado como eu, depois irei lá ver sua resenha.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  3. Muito bom! Amei a postagem!!

    Beijo e um excelente dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidália!
      Obrigada.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  4. Adoro ficção, mas infelizmente não me agradou. Não sou muito fã de literatura nacional e isso acaba me distanciando um pouco. Parece ter uma ótima história, porém não foi algo que me deu vontade de conhecer :(
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giovana!
      Sem querer me intrometer em seus gostos pessoais, dê uma oportunidade aos nossos autores nacionais, tem muita coisa boa, como é o caso desse livro.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  5. Olá Rudy!!
    Fiquei impressionada com esse livro e sua resenha , adoro livros de ficção e esse parece que tem de tudo um pouco e ainda é Literatura Nacional, temos que valorizar nossos Autores!! Se tiver oportunidade gostaria muito de ler!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia!
      Tenho certeza que se ler, não se arrependerá.
      Nossos autores nacionais, nada devem aos estrangeiros.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  6. Eu poderia jurar que já havia lido a resenha desse livro aqui, só se foi em outro lugar e estou fazendo cofusão kkkkk
    Confesso q pra mim acho q seria um livro bem denso e complicado de entender, deixaria de lado a religião mas acho q no momento minha mente nao esta para algo tao complexo. Amo o filme Codigo da Vinci mas até hj nao tive coragem pra ler pelo mesmo motivo. Acredito q seja uma historia q nos leve a sentir como se estivessemos naqueles momentos narrados pelo autor e isso é muito bom, principalmente pq tem nosss Brasil, terra q conhecemos. Quem sabe um dia possa partilhar dessa leitura.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran!
      Não foi a resenha que viu, foi trechos de sábado...kkkkk
      Basta apenas um pouquinho de disposição para ler que tudo acaba se encaixando.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  7. Oi Rudy, tudo bem?
    Gostei da premissa da história, do fato de que é a busca por uma tapeçaria que desenvolve todo o enredo. Não conhecia o livro, mas achei bem interessante.
    Parabéns pela resenha.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol!
      Agradeço e se puder leia,é um ótimo livro.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  8. Oi Rudy!!
    Nossa adorei conhecer o livro, claro que pra mim seria uma leitura um pouquinho arrastada mas eu acho que iria curtir, eu gosto de livros com o tema, espero ler um dia, vou add nos meus desejados.
    Bjs!!!



    https://aguardiadasresenhas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline!
      Tenho certeza que não será uma leitura arrastada, porque o livro prende desde as primeiras páginas.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  9. Prezada RUDYNALVA, agradeço muitíssimo, como autor brasileiro, a sua completa e positiva resenha sobre A BESTA DOS MIL ANOS. Me senti muito honrado de ter sido agraciado com a sua metódica avaliação. Tenho muita admiração por quem é “leitora por opção e blogueira de coração” e se dedica à arte de recomendar boas leituras. Louvo o seu cuidado em resenhar detalhes da trama da Besta e valorizar a história do desaparecimento da tapeçaria como um bom entretenimento para os seus numerosos seguidores, sempre em busca de algo diferente e cativante num romance, que se quer impregnado de suspense e ação. Considero um privilégio ser comparado no estilo narrativo a Dan Brown. Só que faço questão de devolver, em paralelo, uma trama baseada numa ficção essencialmente nacional. Respiro ares europeus na dramaturgia da Trilogia do Apocalipse, mas os meus pés estão fincados em minhas raízes brasileiras. Me sinto gratificado na escrita por merecer o seu incentivador comentário final: O que sei é que já está na lista dos melhores livros lidos no ano até aqui.
    Meus Parabéns pelo seu prestigioso trabalho crítico e pela sua alta competência como blogueira literária.
    Ilmar Penna Marinho Junior

    PS: Para sua informação já está em operação o site https://ilmarpennamarinhojr.com.br/ com imagens da tapeçaria e do Castelo de Angers.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ilmar!
      Que prazer tê-lo aqui em meu humilde blog e saber que aprovou minha análise. Na verdade o livro é fenomenal e já quero a continuação.
      Nosso papel é divulgar os bons autores nacionais e embora seu livro já seja um sucesso até em rede nacional, não poderia me eximir de dar minha opinião.
      Sucesso sempre!
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  10. Olá,
    Quando li a sinopse e o começo de sua opinião, já estava comparando o livro com O Código da Vinci, que é um livro que apesar de demorado na leitura, muito bom. Achei legal se passar no Brasil, e melhor, conter fatos que são da vida real, e o enredo parece muito bem escrito, eu gostei.
    Espero ler a resenha das continuações, o autor tem uma bela história para trabalhar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitoriaa!
      Tem sim continuação...
      GRATIDÃO!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
    2. Tem sim continuação...
      A Besta continua solta e dando trabalho ao autor e à humanidade...

      Excluir
    3. Ilmar!
      Quero poder ler a continuação...
      Gratidão!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  11. Olá Rudy!
    Não tinha conhecimento desse livro, mas tem uma premissa muito boa...A sua opinião sobre a obra me fez ter mais curiosidade sobre ele, ainda mais que cita os lugares daqui do Brasil. Gostei bastante!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lily!
      A obra é maravilhosa, vale a pena a leitura.
      Gratidão!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  12. Meu ano se resumiu a ler livros tensos e cheios de suspense kkkkk um a mais então. Pq esse me chamou bastante atenção. Achei a trama interessante e os personagens parecem ser incríveis.
    Amo livros bem escritos, então leria esse, sem sombra de dúvidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Halana!
      É ótimo, leia mesmo.
      Gratidão!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  13. Beeeem diferente do que estou acostumada a ler, mas parece ser bem escrito e com bastante suspense, mistério, reviravoltas e muita adrenalina.
    Fiquei curiosa.
    Acho que lerei sim.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana!
      Arrisque nos novos estilos, saia da zona de conforto.
      Gratidão!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  14. Oi, Rudy!
    Confesso que fiquei meio confusa com a trama de A besta dos mil anos - tantos cenários, tantos personagens... Sinceramente não curto livros assim, sem falar que livros no estilo de O código de Da  Vinci não faz o meu gênero... por isso não irei arriscar a leitura de A besta dos mil anos, mas não tenho dúvidas de que para quem curto o estilo essa é uma ótima dica de leitura... Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Any!
      Abra a mente para novos estilos.
      Gratidão!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  15. Amo livros de ficção e esse já me prendeu de cara! Quero muito ler e já estou pensando na continuação... gostei de saber que há personagens que são moradores dos morros do RJ, parece mesmo ser uma leitura bem intensa, cheia de mistério e suspense!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana!
      É sim uma leitura bem intensa e espero em breve poder ler e trazer a resenha do segundo livro.
      Bom final de semana!
      Outubro Rosa!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  16. Que resenha bacana, eu gosto de livro assim, sempre prende minha atenção, com o Código da Vinci foi assim, já quero muito ler o livro, e o bacana que é um livro nacional, temos ótimos autores, temos que valorizar nossa literatura... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas!
      Temos sim ótimos autores e que trazem livros bem escritos como esse.
      Bom final de semana!
      Outubro Rosa!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy