21/09/2019

RESENHA #43 - “AS MIL PARTES DO MEU CORAÇÃO” - COLLEEN HOOVER


LIVRO: “AS MIL PARTES DO MEU CORAÇÃO”
TÍTULO ORIGINAL: “WITHOUT MERIT”
AUTORA: COLLEEN HOOVER
TRADUTORA: RYTA VINAGRE
EDITORA: GALERA RECORD
 PÁGINAS – 336
  EDIÇÃO 2018
CATEGORIA: FICÇÃO AMERICANA
ASSUNTO: ROMANCE JOVEM ADULTO
ISBN: - 978-85-0111-574-4

As Mil Partes do Meu Coração


CITAÇÃO:

“Pela primeira vez, a tristeza aparece em sua expressão. Ou talvez seja arrependimento. Ele bate a perna direita e joga água por uma boa distância.” (pág. 113)

“-Não sei. Gosto de sexo. Achei que um dia podia quebrar um recorde, ou talvez eu queira escrever um livro sobre minhas aventuras. Manter registro me ajuda a me lembrar de tudo.” (pág. 130)

ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Parece uma folha em branco, rasgada ao meio e remendada com alfinetes e linha cor de rosa. Não entendi bem a questão da linha, porém todo o resto faz muito sentido para o livro.
Design de capa: Laywan Kwan.
Imagens da capa: Plainpicture e Shutterstock.

NOTA: 4,50 DE 5,OO

-DIAGRAMAÇÃO:

A imagem pode conter: desenho

As folhas são levemente amareladas e as letras pretas medianas.

A imagem pode conter: desenho

Conteúdo: dedicatória; dezoito capítulos numerados por extenso; agradecimentos; guia de leitura; e ilustrações (desenhos feitos por uma das personagens).
Ilustrações: Brandon Adams.

A imagem pode conter: desenho

NOTA: 4,50 DE 5,00

- ESCRITA:

A narrativa é descritiva em primeira pessoa pela protagonista principal, demonstrando seus pensamentos e sentimentos. Diálogos complementarem trazem uma amplitude maior sobre todo cenário do enredo.
A linguagem é contemporânea, bem jovial, de fácil entendimento e compreensão.
Pequenos erros de ortografia, nada que atrapalhe a leitura.

NOTA: 4,80 DE 5,00

CITAÇÃO:

“A pergunta dele me cala. Desvio os olhos. Ele está errado. Não sou depressiva. Foi um acidente.” (pág. 242)

“Abro a boca para protestar, mas fecho, porque talvez ela tenha razão. Tenho opiniões muito fortes a respeito da minha irmã. Isso é julgar? Fico curiosa quando as pessoas me julgam, mas talvez eu não faça melhor do que isso.” (pág. 291)


SINOPSE:

“Para Merit Voss, a cerca branca ao redor da sua casa é a única coisa normal quando o assunto é sua família, peculiar e cheia de segredos. Eles moram em uma antiga igreja, batizada de Dólar Voss. A mãe, curada de um câncer, mora no porão, e o pai e o restante da família, no andar de cima. Isso inclui sua nova esposa, a ex-enfermeira da ex-mulher, o pequeno Moby, fruto desse relacionamento, o irmão mais velho, Utah, e a gêmea idêntica de Merit, Honor. E, como se a casa não tivesse cheia o bastante, ainda chegam o excêntrico Luck e o misterioso Sagan. Mas Merit sente que é o oposto de todos ali.
Além de colecionar troféus que não ganhou, Merit também coleciona segredos que sua família insiste em manter. E começa a acreditar que não seria uma grande perda se um dia ela desaparecesse. Mas, antes disso, a garota decide que é hora de revelar todas as verdades e obrigá-los a enfim encarar o que aconteceu.

Mas seu plano não sai como o esperado e ela deve decidir se pode dar uma segunda chance não apenas à sua família, mas também a si mesma. As mil partes do meu coração mostra que nunca é tarde para perdoar e que não existe família perfeita, por mais branca que seja a cerca.”

CITAÇÃO:

“Não posso confessar que não sou. Como explicaria estar com a camisola dela e ter o cabelo trançado como ela? Isso é muito constrangedor. Por que tudo com ele é tão constrangedor?” (pág. 164)

“Imagine o caos que uma família normal deve viver na manhã seguinte à noite em que um de seus membros tentou suicídio. Os telefonemas para terapeutas, o choro, os pedidos de desculpas, gente constantemente te sufocando e o caos de todo mundo pensando: “Como foi que isso aconteceu?” e “Como não vimos os sinais?”. “ (pág. 204)

RESUMO SINÓPTICO:

A sinopse está bem explicadinha e não vejo sentido em fazer um resumo da história.

ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Gosto de livros que falam sobre a dinâmica familiar, sobre os relacionamentos entre os membros da família, mesmo que aja algum tipo de desajuste que acredito acontecer em todas as famílias, por melhores que sejam. E nesse exemplar ainda há o agravante de, mesmo sem querer (?), há uma tentativa de suicídio.
Achei bem propício trazer essa resenha agora no SETEMBRO AMARELO, porque acredito que é um assunto que devemos abordar, não apenas agora, mas sempre. Acredito que temos o dever de observar os que nos rodeiam, perceber os sinais e tentar ajudar de alguma forma, nem que seja indicando algum tipo de terapia ou até mesmo a própria CVV.
A verdade é que a protagonista tem uma trajetória de vida bem complicada, uma irmã gêmea bem certinha, estudiosa e popular (totalmente o inverso dela);  uma mãe que supostamente se curou de um câncer e vive reclusa no porão da casa; uma madrasta que era enfermeira da mãe e acabou casando com seu pai e tendo um filho com ele, que por sinal, é a única coisa de boa na casa, pelo menos na opinião dela; um irmão que quando mais jovem, tentou violá-la, para depois se descobrir homossexual; a chegada de mais um morador para a casa já tão atribulada, por quem ela se apaixona e pensa que é namorado da irmã... enfim, muita coisa para uma cabecinha só, né? Acaba culminante em uma atitude irresponsável e drástica, afinal, ela se sente sobrecarregada com todos os segredos familiares que sabe e guarda apenas para si...
A autora soube abordar vários assuntos importantes em apenas um livro, claro que com tantos assuntos, nada foi muito aprofundado, porém ela soube mostrar a personalidade de cada personalidade de forma bem delineada, soube montar um enredo intenso sobre problemas familiares e que nos faz repensar sobre o quanto estamos ‘cegos’ para determinadas coisas que acontecem ao nosso redor e nem paramos para observar. E foi aí que o livro me ganhou completamente, embora seja uma leitura um tanto angustiante.
Gostei também porque ela  soube indicar tratamento não apenas para a protagonista, mas para toda a família, porque realmente precisavam se ‘ajustar’, na verdade acho que o termo certo seria se ‘integrarem’ melhor.
Não favoritei o livro apenas pelo fato de ter achado o livro um tanto sem sentido logo nas primeiras páginas, coisa que se reverteu logo em seguida e se tornou uma leitura muito boa que recomendo para todos, embora que tenha de alertá-los que talvez nem todas as pessoas consigam acompanhar sem melancolia o enredo, portanto, se tem algum tipo de depressão, não aconselho a leitura, aliás, até para quem tem, aconselho a leitura, porque poderão descobrir um caminho para solucionar seus problemas.

NOTA : 5,00 DE 5,00

Resultado de imagem para GIFS SMILEResultado de imagem para GIFS SMILEResultado de imagem para GIFS SMILE
Resultado de imagem para GIFS SMILEResultado de imagem para GIFS SMILE

SOBRE A AUTORA:

Foto -Margaret Colleen Hoover

Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Colleen se formou na Texas A&M University-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou com vários projetos de ação social e de ensino, até começar sua carreira como escritora.

CHEIRINHOS

RUDY




20 comentários:

  1. Sou louca para ler os livros da Colleen. Ela sempre aborda assuntos muito importantes.
    Achei ótimo a abordagem ao suicídio. É um assunto que deveria ser abordado com mais frequência...principalmente pelas mídias sociais que, na verdade, são as que mais omitem.
    Enfim...gostei muito da premissa e quero ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Halana!
      É que existe uma lei que as mídias não podem abordar o assunto, porque acham que podem influenciar e estimular o ato.
      O livro é muito bom.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  2. Olá Rudy! Sou doida pra ler esse livro, curto muito a escrita dessa autora, cada resenha que leio dele me deixa ainda mais curiosa em conferi isso tudo que dizem, depressão, suicídio são temas fortíssimos que mechem com todo mundo.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi!
      Temas bem instigantes e necessários.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  3. Olá, Rudy! ♡ Eu adoro os livros da Colleen Hoover, pois ela sempre trabalha temas importantes em seus livros. Este livro com certeza esta na minha lista de leituras, eu até tenho ele aqui em casa, mas estou um pouco sem tempo para iniciar a leitura dele e por se tratar de um livro da Colleen eu prefiro ler o mesmo com tempo.
    Também gosto de livros que abordam a dinâmica familiar e estou curiosa para saber quais são os segredos que rondam a família da protagonista.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rayssa!
      Bom que está em sua lista de leitura, vale a pena.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  4. Olá Rudy!!
    Ainda não li nenhum livro da Colleen Hoover, mas sempre leio elogios sobre sua escrita e tenho muita vontade de conferir os livros que ela escreve! Gosto muito de livros que abordam assuntos familiares, gostaria de ter a oportunidade de ler e conhecer os segredos que cerca essa grande família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia!
      Gosto também dos dramas familiares.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  5. Oiii ❤ Eu adoro a escrita da Colleen Hoover, o fato de ela sempre abordar temas importantes em seus livros, e, apesar desse livro não ser o meu favorito dela, eu gostei muito, já que a autora soube construir muito bem tanto a trama como os personagens.
    Realmente a família de Merit é uma bagunça, todos escondem segredos uns dos outros, além de o diálogo entre eles não ser dos melhores.
    Merit precisa de ajuda, ela vai dando vários sinais durante a leitura de estar sofrendo de depressão, seu final poderia ter sido muito diferente... Então tratar a depressão é muito importante.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  6. Li dois da Colleen e achei bem pesado, não gostei muito não, mas esse eu fiquei bem feliz de ganhar aqui e agora lendo sua resenha, deu pra perceber que é bem bom, emocionante e traz temas fortes, importantes de serem discutidos sempre!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá:- Acredito que seja um livro muito bom de ler.
    .
    POEMA ** O mar e o destino **
    .
    Feliz início de semana

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Faz muito tempo que desejo ler esse livro da autora, sei que ela aborda temas muitos interessantes e complicados em seus livros. Consegui compra um box dela em uma promoção e estou bastante ansiosa pela leitura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha visto a capa desse livro, mas não tinha ideia do que se tratava. São muitos temas fortes nesse enredo; realmente deve ser uma leitura muito intensa. Achei importante a autora mostrar possíveis caminhos para cada personagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      Realmente muitos assuntos importantes.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy