19/05/2017

RESENHA #32 - ”SURPREENDENTE” (LITERATURA NACIONAL) - MAURÍCIO GOMYDE

LIVRO:”SURPREENDENTE” (LITERATURA NACIONAL)
AUTOR:MAURÍCIO GOMYDE
EDITORA:INTRÍNSECA
PÁGINAS –270
1ª  EDIÇÃO 2015
 CATEGORIA: LITERATURA BRASILEIRA
 ASSUNTO: ROMANCE
 ISBN: - 978-85-8057-808-9


CITAÇÃO:

”-Já nasci perdendo, então qualquer pequena vitória em meio às derrotas é lucro” (pág. 34)

”-Vocês, físicos nucleares, são práticos demais! E qual a graça de fazer assim? O bom da vida está justamente nas buscas que a gente empreende ao longo dela. Afinal de contas, a própria vida PE uma busca”. (pág. 90)


ANÁLISE TÉCNICA:


-CAPA-

Toda azul com letras brancas e olho turco.
Certeza que tem muito haver com o conteúdo do livro.
Feita por Danilo Sansão/Contágio Criação.

NOTA: 4,50 DE 5,OO



-DIAGRAMAÇÃO:

As folhas são amareladas com letras pretas medianas que facilitam bem a leitura.
Conteúdo: dividido em cinco partes com folhas azuis e pensamentos em letras brancas; são 51 capítulos numerados com letras grandes e azuis; e, agradecimentos.

A diagramação está perfeita, letras grande e algumas páginas coloridas, enfatizando o olho turco.

Feita por Ô de casa.

Projeto gráfico: Daniel Sansão/Contágio Criação.

Foto do autor: Leo Aversa.

NOTA: 5,00 DE 5,00


- ESCRITA:

Bem atual, com diálogos criativos, fluida, troca de emails, sem erros de revisão e entendimento correto.
Revisão: Eduardo Carneiro e Vania Santiago.

NOTA: 5,00 DE 5,00

CITAÇÃO:

“-Diretor, esta é a nossa chance! – Mayla exclamou. _ Você não anda dizendo que as chances na vida são raras? Quando uma aparece, meu querido, a gente tem de agarrar com força e não soltar de jeito nenhum.” (pág. 177)

“-Porque somos seus amigos. E se uma pessoa passar toda a existência sem fazer algo realmente excepcional por um amigo, a vida não terá valido a pena...” (pág. 184)



SINOPSE:

Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia, Pedro planeja seu próximo filme, a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

CITAÇÃO:

“Quando você me disse, um dia, que cada pessoa deve ser instrumento de alguma missão, achei que falava a sério. Mas se alguém fala isso com tanta vontade e logo desiste, perco completamente a fé que já quase não tenho. Por isso não acredito em quase nada do que o ser humano fala.” (pág. 221)

“No cinema tudo é possível, e o improvável, como os milagres que as pessoas passam a vida pedindo e quase nunca alcançam, depende apenas das decisões tomadas pelo roteirista. Mas a vida das pessoas reais não é cinema, e tampouco teria de ser diferente co a vida de alguém que dedicou cada um de seus melhores momentos a transformá-la em um belo filme.” (pág. 234)


RESUMO SINÓPTICO:

Pedro é um jovem de classe média e que acabou de se forma em cinema. É um eterno apaixonado por filmes e suas histórias. Na adolescência foi diagnosticado com uma doença degenerativa na visão que em pouco tempo o deixaria totalmente cego, entretanto, por algum motivo inexplicável, a doença estaciona em 70% da visão, um grande milagre, dito pelos médicos.

Ele dirige o último Cineclube de SP e trabalha em uma vídeo locadora na periferia, local que sua mãe não aceita de forma alguma, diz que lá não é lugar para ele, porém, em seu coração, gosta de incentivar as pessoas a assistirem filmes que poderão mudar de alguma forma suas vidas. Os pais após anos de casamento, resolvem se separar, o que é um grande abalo para ele, assim, passa a trabalhar ainda mais para se afastar da solidão que a casa se tornou.
Fit seu amigo inseparável desde a época da faculdade e roteirista, o auxilia no roteiro do próximo filme que Pedro quer fazer para concorrer a uma premiação que o tornará famoso e consagrado em sua arte.

Mayla é a sobrinha da dona do Cineclube e passou a ser sua amiga durante os anos que trabalhou por lá. E conhece Cristal...uma cientista na área da física que trabalha para ajudar a pagar seus estudos. Logo se interessam um pelo outro.

Pedro leva consigo um olho turco no pescoço, dado pela avó ainda na infância que preconizou que não deveria tirá-lo de forma alguma, pois traria sorte e quando ele fosse maior, e sentisse a necessidade de respostas, procurasse a avó para esclarecer alguns fatos de sua vida.

Após dois incidentes marcantes, Pedro faz novos exames e descobre que a doença voltou de forma rápida e avassaladora, resolve então, antes de ficar totalmente sem visão, fazer o filme que tanto deseja, sem roteiro, filmando toda viagem que faz para ir ao encontro de respostas com a avó que mora em Pirinópolis/GO.

Não queria que os amigos descobrissem sobre sua cegueira e resolve viajar só... Os amigos acabam o surpreendendo e vão juntos empreender essa grande aventura ao lado de Pedro, mostrando que amigos tem de estar presentes em todos os momentos.

Assim, a viagem dá início e trará grande repercussão para vida de todos.



ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTOR:


Acredito que sou uma das maiores fãs do Maurício. Já tive oportunidade de ler todos os livros dele e a cada nova leitura, aprendo sempre novas lições. E com esse livro não foi diferente...

O livro mostra o quanto é importante as decisões que tomamos, mesmo nos momentos mais difíceis e complicados da vida, quando achamos que tudo está perdido, os amigos estão sempre ao nosso lado, apoiando; a família quer sempre o nosso bem, mostrando amor; e, conseguimos concretizar nossos sonhos, sem nos entregarmos.

Com uma linguagem bem atual, inclusive com o uso da tecnologia nas comunicações entre os protagonistas, personagens muito bem construídos e definidos, e, com um enredo bem criativo e inteligente, onde a arte está envolvida de todas as formas: música, filmes, fotografia, etc; Maurício traz um livro espetacular e que todos devem ler em algum momento.

Acabamos nos envolvendo de forma magnífica na história de vida de Pedro e embarcamos com ele e seus amigos em uma aventura com cenários belíssimos, sentimentos aflorados e o desejo que tudo dará certo ao final...
Posso dizer apenas: SURPREENDENTE!

Leiam!


NOTA : 5,00 DE 5,00




SOBRE O AUTOR:


Nasci em São Paulo, capital. Desde os 3 anos moro em Brasília. Sou brasiliense, é isso! A cidade mais bonita do mundo, sem discussão.


Sou são-paulino, geminiano, escritor e músico (compositor e baterista).

Música

Participei das bandas Cygnus, Anima Verba, Oskara, Superaudio e Birinaite, em todas como baterista e nas duas últimas como compositor.
Meu trabalho de compositor também gerou um trabalho chamado "Nove Canções", com a intérprete Indiana Nomma.

Literatura

Tenho 6  livros lançados: "O Mundo de Vidro", "Ainda não te disse nada", "O Rosto que Precede o Sonho", "Dias Melhores pra Sempre", "A Máquina de Contar Histórias" e "Surpreendente!"




cheirinhos

Rudy



4 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Tinha curiosidade sobre esse livro, mas agora, depois de ler sua análise sobre o mesmo, fiquei certa de que será uma ótima leitura, bem envolvente e inteligente.
    Dica super anotada, espero ter a oportunidade de conferi em breve.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Vejo tanto esse livro... mas ainda não tive a oportunidade de ler...
    Não sei o pq, mas ele sempre me lembra o livro "Extraordinário".

    ResponderExcluir
  3. Oi Rudy.
    eu adorei a resenha e fica impressionado em saber que esse livro Nacional já que estava na minha lista e nem você sabia achei premissa bem interessante além dos personagens Claro essa capa azul é realmente bonita não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Eu amo os livros do Maurício Gomyde também, e adorei Surpreendente!, achei o sensacional, surpreendente!
    Emocionante e com uma escrita bem gostosa de ler e acompanhar!
    bjss

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy