29/07/2018

RESENHA #45 - “O CASAL QUE MORA AO LADO” - SHARI LAPENA


LIVRO: “O CASAL QUE MORA AO LADO”
TÍTULO ORIGINAL: “THE COUPLE NEXT DOOR”
AUTOR: SHARI LAPENA
TRADUÇÃO: MÁRCIO EL-JAICK
EDITORA: RECORD
PÁGINAS – 294
  EDIÇÃO 2017
CATEGORIA: ROMANCE CANADENSE
ASSUNTO: FICÇÃO
ISBN: - 978-85-01-10954-5


CITAÇÃO:

“-Tivemos alguns contratempos – prossegue Marco, afinal. – Mas estou confiante de que as coisas vão voltar aos eixos. As empresas sempre têm altos e baixos. Não dá para simplesmente jogar a toalha quando há um ano ruim. É preciso ser persistente.” (pág. 105)

ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Duas casas com primeiro andar, janelas e varandas iguais e algumas luzes acesas.
Feita por: Angelo Allevato Bottino.
Ilustração: Jeffrey Hamilton/Getty Images.

NOTA: 4,00 DE 5,00

-DIAGRAMAÇÃO:

Folhas amareladas com letras pretas acima da média. Ótima para leitura.
Conteúdo: dedicatória; trinta e sete capítulos numerados; e, agradecimentos.
É simples, porém eficiente.

NOTA: 4,00 DE 5,00

- ESCRITA:

Narrativa descritiva em terceira pessoa.
Diálogos coerentes com o enredo.
Alguns pequenos erros de ortografia e concordância.
A linguagem é simples, de fácil entendimento, coerente e não tão fluida, em alguns trechos se torna cansativa.

NOTA: 4,00 DE 5,00

CITAÇÃO:

“[...] Fazem sentido da mesma maneira que os sonhos. Só quando o sonho termina é que percebemos como tudo era estranho e que, na verdade, ele não fazia sentido algum.” (pág. 156)

SINOPSE:

“É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando.
Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.”

RESUMO SINÓPTICO:

MARCO e ANNE CONTI tem uma filha CORA.
São convidados pelo casal  da casa vizinha: CYNTHIA e GRAHAM, é aniversário dele e não querem uma grande festa. Como Anne e Cynthia eram amigas antes do nascimento de CORA, acha que a comemoração será muito boa. De última hora a babá contratada para ficar com a bebê não pode ir. Anne resolve ficar em casa, porém Marco consegue convencê-la dizendo que levarão a babá eletrônica e se irão de meia em meia hora olhar Cora, fazendo um revezamento.
Cynthia fica dando em cima de Marco e Anne fica embriagada, cheia de ciúme. De madrugada ao voltarem para casa, encontram a porta da frente aberta e Cora não está no berço. Havia sido sequestrada. Ligam para a polícia e para os pais de Anne que são controladores e que tem o dinheiro. Marco sente-se sempre humilhado com a situação, porque RICHARD (padrasto que Anne considera pai) o considera um perdedor e o odeia om toda sua força, influenciando ALICE a mãe, ter o mesmo sentimento.
O Detetive RASBACH começa as investigações e descobre que vários pontos não batem e começa a desconfiar do sequestro. Muitos segredos vão sendo descobertos, muitas dúvidas e perguntas sem respostas e o medo constante de não mais encontrarem Cora com vida...


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Como gosto muito de thrillers psicológicos, fiquei muito interessada em poder ler o livro e de certa forma, me decepcionei um pouco, esperava mais, mesmo tendo aquele ‘friozinho na barriga’ durante alguns trechos.
Algumas coisas me incomodaram um pouco no transcorrer do enredo, a primeira é deixar um bebê sozinho, mesmo que seja para ir a um jantar na casa ao lado e que os quintais sejam conjuntos; o fato de beberem, principalmente Anne que ainda estava amamentando; os policiais não usarem o ALERTA AMBER que é sempre usado quando crianças são sequestradas... e outros pequenos detalhes que ficaram totalmente amarrados no decorrer do livro.
O início é cheio de suspense e fiquei colada na leitura para não perder nenhum detalhe, daí em certa parte do livro, as coisas foram ficando cansativas e monótonas, para depois voltarem realmente com a elucidação do mistério, assim sim valeu a pena a leitura.
A autora optou por ir soltando aos poucos os pensamentos e sentimentos das personagens que embora sejam bem construídas, não trazem aquela identificação desejada. Muitos segredos familiares surgindo para compor os motivos de tanto rancor entre eles e que interferiam na elucidação do sequestro.
Enfim, gostei do final porque teve uma grande e inesperada reviravolta, mesmo desconfiando de quem era o sequestrador, faltava entender por qual motivo ele tinha feito aquilo e nesse ponto o livro termina bem fechadinho, com tudo esclarecido. E uma última reviravolta acontece, porém esse ponto fica em aberto e não gostei desse trecho.
Na verdade achei que a autora poderia ter explorado muito mais o thriller, ter desenvolvido melhor alguns aspectos e ter dado mais ‘agonia’ ao livro, tornando a leitura realmente satisfatória como exige uma ficção do tipo, mas comigo não aconteceu.
Não é que não recomende o livro, recomendo sim, mas oriento que caso forem ler, não esperem demais, não criem grandes expectativas como fiz e depois me decepcionei, ok?
Boa leitura!


NOTA : 3,40 DE 5,00

Resultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONS


SOBRE O AUTORA:

Foto -Shari Lapena

Shari Lapena trabalhou como advogada e professora de inglês antes de se tornar escritora. O Casal Que Mora ao Lado, seu primeiro thriller, foi finalista do Goodreads Choice Awards na categoria Mistério & Thriller e figurou várias semanas na lista de mais vendidos do New York Times. Os direitos de publicação foram adquiridos por 24 países.

CHEIRINHOS


RUDY




26 comentários:

  1. Oi, Rudy!
    Também gosto de thrillers psicológicos e fiquei com uma pequena curiosidade para saber o que aconteceu com a bebê Cora, e apesar de ter achado a atitude dos pais em deixá-la sozinha em casa bastante negativa, se eu tiver a oportunidade de ler O casal que mora ao lado vou arriscar a leitura sim, mas seguirei o seu conselho, iniciarei a leitura sem grandes expectativas... Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Any!
      Leia, não foi o que esprava mas vale a pena.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  2. Achei a ideia desse livro legal e ao mesmo tempo doida por deixarem um bebê sozinho.
    Mas quero demais ler.
    Adorei sua resenha, deu pra ver que é bem explicadinho e com final satisfatório.
    Geralmente não leio thriller, mas esse eu quero!
    bjs e abençoada semana, miga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana!
      Leia de depois me diga o que achou.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  3. Olá Rudy! Estou bem interessada em ler esse livro, curto muito thrillers psicológicos, cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história, que pena que você estava com grande expectativa e se decepcionou.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi!
      Mas vale a pena ler, esperava mais, aainda sim foi 'satisfatório'.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  4. Oi Rudy, tudo bem? Já estou de olho nesse livro tem um tempinho, pois acho muito interessante quando há dinâmicas familiares problemáticas sendo trabalhadas em cima de uma questão séria.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol!
      Tem mesmo muito conflito familiar e muito drama.
      Leia!
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  5. Também adoro thriller psicológico e fiquei surpresa em saber que esse livro tem seus detalhes que deixam a desejar. Uma pena isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giovana!
      Mas ainda assim, vale a pena a leitura.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  6. Olá Rudy,
    Eu também adoro thrillers psicológicos, por esse motivo o livro me interessa tanto..
    Eu gostei de tudo que foi apresentado, dos dois casais, mostrando que nem um dos dois são perfeitos!
    Também achei meio sem cabeça deixar uma recém nascida sozinha, mesmo que por uma distância curtíssima, maas, acredito que esse ponto só lendo para entender!
    Uma pena ter faltado o "tchãn" que tanto esperamos no gênero, ainda assim eu pretendo ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitória!
      Só lendo mesmo para entender...uma grande armação...
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  7. mais uma maravilhosa postagem!

    Beijos e uma excelente semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  8. Olá Rudy!!
    Também sou fã de thriller psicológico, quando vi esse livro fiquei muito interessada em ler, mas já fiquei meio decepcionada, quem deixa uma criança sozinha!! Gostei muito da resenha, uma apena que o livro não foi tudo aquilo que vc esperava, mas mesmo assim quero ler e saber oque realmente aconteceu e que é o sequestrador!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia!
      Pois é, fiquei triste com isso também e ainda porque eles beberam muito sabe?
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  9. Oi Rudy!
    Olha que já diminui minhas expectativas então sobre o livro, vou esperar menos, estava bastante ansiosa pra conhecer, agora vou tentar só curtir a leitura qdo surgir uma oportunidade.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline!
      É uma boa leitura, mas é bom ir mesmo com as expectativas baixas.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  10. Deve ser bem interessante esse livro, mesmo com algumas lacunas e momentos nos quais a narrativa fica monótona.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia!
      Poucos, mas aconteceu.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  11. Esse tipo de enredo exige muito cuidados nos detalhes, pois tudo faz a diferença e pode nos tirar da sintonia tão esperada. A trama é interessante, mas alguns detalhes precisam ser muito bem colocados e explorados para dar coerência à história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      É bem isso mesmo. Gosto muito dos detalhes sabe e em alguns pontos a autora pecou, mas vale a leitura.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  12. Olá Rudy!
    Eu já li varias resenhas desse livro e um suspense e um mistério incrível, quero muito ler ele.. A historia é bem intrigante..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lily!
      É intrigante e cheio de reviravoltas, mas esperava mais.
      Obrigada por seu carinho e comentário.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  13. Oie, Rudy!!
    Eu também gosto bastante de thrillers psicológicos. E essa história serve de alerta e mostra uma das várias consequências, para esse tipo de negligência feita pelos pais.
    A história é intrigante, porém não me chamou muita atenção por conta do seu relato sobre o desfecho. Sinceramente, não é um livro que vai para minha wishlist. Mas quem sabe um dia eu mude de ideia e leia para tirar minhas próprias conclusões rs

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom, mas com alguns pontos que poderiam ser melhorados.
      Gratidão!
      Boa semaninha!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy