25/01/2017

RESENHA #07 - “FEBRÍSSIMA” (LITERATURA NACIONAL) - LUDMILA CLIO

LIVRO: “FEBRÍSSIMA” (LITERATURA NACIONAL)
SÉRIE: PRAZERES POÉTICOS
AUTORA: LUDMILA CLIO
ILUSTRAÇÃO: VANZ SANTOS
EDITORA: CHIADO
PÁGINAS –135
1ª  EDIÇÃO ABRIL/2016
CATEGORIA: POESIA
ASSUNTO: POESIA
ISBN: - 978-989-51-6462-2




CITAÇÃO:” Poetas são sobreviventes.
São aqueles que vivem sobre as mesas de cirurgia,
Tendo a alma violada,
Retalhada e rasgada novamente e, muitas vezes,
Precisamente no mesmo lugar. “ (pág.24)


ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Laranja e amarela com um campo de girassóis e um girassol com chamas saindo dele.
É uma capa vibrante como o próprio conteúdo do livro.
Feita por Vanz Santos e Prasad Silva.

(nota: 5,00 de 5,00)



-DIAGRAMAÇÃO:

Folhas amareladas com letras pretas na média e muitas ilustrações. A letra facilita a leitura e as ilustrações o entendimento de cada poema.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Conteúdo: dedicatória; agradecimentos; prefácio; pensamento; e, 85 poemas com títulos.
Alguns poemas tem ilustração que caracterizam o conteúdo da poesia.

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Ilustrações feita por Vanz Santos.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Impressão e acabamento: Chiado Print.
Composição gráfica: Ricardo Heleno.
Editor: Vitória Scritori.
É uma diagramação simples, embora as ilustrações tragam ludicidade a leitura e atende totalmente a uma leitura aprazível para o leitor.

(nota: 5,00 de 5,00 )



- ESCRITA:

A escrita da autora é bem contemporânea, com palavras simples e grandes significados, formando poemas de fácil entendimento e grande profundidade em seus ensinamentos. São poemas livres e a métrica não é um ponto fundamental na construção dos mesmos.
Não há erros, entretanto na edição da editora, a falta de ponto final nas frases causa um certo incômodo, mas nada que atrapalhe o entendimento do que está sendo dito.

(nota: 4,50 de 5,00)



CITAÇÃO: “ Ela acreditou nele,
Estocou amor para os próximos cem invernos
Mas ele se foi,
Ainda era verão
Durante todas as estações, de tantos anos que vieram,
Ela conviveu com aquele amor estagnado,
Que não serviu para ninguém.” (pág. 106)


RESUMO SINÓPTICO:

É uma coletânea de poemas. Não poemas tão simples, são poemas que inflamam a alma de quem tem vigor. Poemas incentivadores e estimulantes para quem tem vida dentro de si.
Os assuntos abordados são diversos e vem de insights que a autora diz ter em momentos inesperados, em situações inéditas, usa a intuição para guiar seus escritos.
É um livro maduro.  Denso na medida certa e não tão sofrido ou dolorido. Entretanto, são poemas febris. Febris no sentido de incendiar o leitor.
Não há como classificar ou catalogar os poemas em determinado estilo, são poemas livres de amarras e não pertencem a uma única corrente literária que tem a pretensão em ‘salvar’ as pessoas e a ela própria desse mundo ‘doente'.


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

A primeira coisa que gostaria de destacar é que o termo ‘febríssima’ foi criado pela própria autora. Não existe no dicionário clássico, entretanto o significado é extremamente importante: causar ‘fogo’ dentro da alma do leitor. E assim me senti ao ir devorando página por página, poema por poema, cada um trazendo seu próprio significado e impulsionando a criatividade.
Como pretensa escritora (quem sabe um dia?...), pude sentir o ‘fogo’ consumindo minha mente e meu coração, impulsionando o desejo da criatividade e arriscando alguns rabiscos no papel, formando poemas, traduzindo sentimentos em palavras. E vocês sabem o quanto é gratificante poder ser inspirada por uma leitura tão abrasadora? Pois é, foi uma leitura tão intensa que me senti inspirada.
Há um tempo estava preocupada com a ausência dos poemas no mercado literário e fico bem feliz em ver que as editoras tem aos poucos, mudado esse criado e editando livros de poesias. Afinal, elas expressam os diversos sentimentos e experiências o que engrandece o leitor. Assim me senti: plena, engrandecida, saciada por palavras expressas com maturidade e profundidade.
Sei bem que nem todos leitores tem o hábito de ler poesias e que por vezes pode trazer certo ‘constrangimento’ por não entender o real significado das palavras, e, por esse motivo é que indico a leitura para todos... Quem não tem costume, irá conhecer um livro rico e estimulante, e, quem já gosta, como eu, vai sentir a leveza, vai curtir a delícia que é apreciar uma obra tão profunda em seus sentimentos, e mais, vai saber qual o significado dos girassóis em toda sua grandiosidade.
Detalhe: a autora enviou sementes de girassóis para serem plantados e já plantei os meus, futuramente vou mostrar como estão no pequeno jardim daqui da área comum do nosso prédio, pois quis dividir a ‘febre’ com todos que nos rodeiam.
Apenas saboreiem a leitura!!


NOTA : 4,80 de 5,00



SOBRE O AUTORA:


Resultado de imagem para ESCRITORA LUDMILA CLIO

Ludmila Clio nasceu em Cachoeiro de Itapemirim/ES, em 22 de Março de 1981.
Começou a escrever para sua gaveta, como a maioria dos escritores, mas furtivamente, mostrando seus escritos para amigos e professores, foi encorajada a romper com a gaveta e publicar-se. O estopim se deu em 2004, quando venceu pela primeira vez um concurso nacional de poesias, realizado no Paraná.
Em 2012 lançou “Sem Filtro na Veia”, seu primeiro livro de poesias, com fotografias de Natássya Carvalho. Em 2016 é publicado simultaneamente no Brasil e em Portugal, pela Chiado Editora “Febríssima”, seu segundo livro de poesias, ilustrado por Vanz Santos, designer e ilustrador de Alegre/ES.
A propósito, “Clio” não é seu sobrenome de batismo, mas uma homenagem à Clio, musa grega da História, curso no qual Ludmila graduou-se, em 2005.

Mãe da adolescente Luísa, mora em Campinas/SP desde 2013.




cheirinhos
Rudy



PENSAMENTO DO DIA:

"Os velhos acreditam em tudo, as pessoas de meia idade suspeitam de tudo, os jovens sabem tudo." (Oscar Wilde)






9 comentários:

  1. Nossa,já estou aqui desejando muito ler esses poemas!
    Sempre gostei muito do gênero. E faz um bom tempo que não leio...
    E o que achei mais interessante, é que a nossa poetisa,fala sobre vários sentimentos.E não segue apenas uma linha.

    E quanto a capa?!
    Uau!!!!!
    Girassóis são uma das minhas flores favoritas. E com gostei demais!!!! 🌻🌻

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rudy.
    Como gosto de poesias, fiquei curioso com essa obra. Acho que daria uma chance.
    Excelente dica.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores, dividindo 4 livros.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei super curiosa com esse livro Rudy! Eu gosto muito de poesia e adoraria ler um livro assim que inspira e instiga tanto o leitor! A capa é muito linda assim como as ilustrações, e a diagramação também parece ótima. Fiquei curiosa também para ver os girassois que você plantou. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que linda resenha, Rudy!
    Também gosto de poesias, e esse parece ser um livro fenomenal, inspirador!!
    E claro que se um dia você lançar um livro, vou querer ler sem falta!!
    bjoss

    ResponderExcluir
  5. Oi Rudy
    Também nasci em Cachoeiro de Itapemirim, se bobear conheço a família dela. Eu fiquei muito curiosa para conhecer a obra, gosto de poesias, mas infelizmente leio pouco este gênero.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Rudy,
    Não sou boa leitora de poesia, mas gosto muito de Fernando Pessoa.
    Tem sorteio de um lindo colar no blog, vou ficar feliz se você participar. Será que daria para você divulgar para mim?
    Bjs
    SORTEIO DE UM LINDO COLAR

    ResponderExcluir
  7. Eii Rudynalva, amei sua resenha! Fico feliz por vc ter gostado do livro que sorteamos. Sou suspeita para falar, mas eu também me sinto profundamente tocada pelas poesias da Ludmila, realmente nos deixam febris!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos!
    Tamara
    Blog Tamaravilhosamente

    ResponderExcluir
  8. Oi Rudy!
    Adorei conhecer a obra, gosto mto do gênero, como estou sem tempo tenho lido mtas poesias pra dar uma distraída...
    Vou anotar a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Adoro poesias, e até me aventura a escrevê-las. Prefiro esse estilo livre, onde as palavras escorregam pelas páginas sem se prender a uma ordem. Já entrou pra minha lista.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy