11/04/2017

DIVULGAÇÃO CULTURAL #19 - Livro de poemas "A alquimia da tempestade", do autor brasiliense D. C. Gucci.

Olá alegres e felizes!

Recebi email do José Fontenele,  jornalista e trabalha na agência literária Oasys Cultural (oasyscultural.com.br), propondo a leitura e resenha do livro: "A alquimia da tempestade", do autor brasiliense D. C. Gucci. 

 LIVRO A ALQUIMIA DA TEMPESTADE

Vamos saber um pouco mais do livro e do autor:



Decepções amorosas de todo adolescente e o filme Sociedade dos poetas mortos: essas foram às origens do fazer poético de Daniel Guilarducci aos 16 anos de idade. Contaminado pela Arte, menos de um ano depois já havia coorganizado com colegas de colégio um grupo de poesia chamado Nova Plêiade. À semelhança do que acontece no filme, reuniam-se fora do horário escolar para estudar e produzir variações de estilos poéticos. Logo surgiram os primeiros poemas e chegaram a publicar um livro. No caso de Ducci, a maior influência foram os poemas ultra-românticos, inspirados em Álvares de Azevedo,
Desde então, o olhar, a percepção e a prática se aprofundaram dando lugar ao poeta maduro, D.G. Ducci, com um maior repertório temático e estilístico, cuja história de vida se mescla à história da poesia em seu livro A alquimia da tempestade . Optando por estruturas e métricas clássicas, ele leva o leitor para um passeio pelo Romantismo, pela tradição shakespeariana em forma de sonetos e alcança experimentos formais, ao mesmo tempo que nos faz refletir sobre temas como o Amor e a existência.
D. G. Ducci nasceu em Brasília, em 1975. Graduou-se em História e Biblioteconomia na Universidade de Brasília. Foi Chefe do Setor Cultural da Embaixada do Brasil em Helsinque, posto em que serviu de 2010 a 2013. De volta a Capital Federal, trabalha atualmente no Departamento Cultural do Itamaraty. É cofundador e coeditor do blog Razão de Aspecto, de críticas de cinema, e assina a coluna O Livreiro, que trata de livros sobre livros, na Revista Eletrônica da Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal.
Como gosto muito de poemas, não pude recusar.
Agradeço ao Fontenele.

Boa leitura!

cheirinhos
Rudy
 PENSAMENTO DO DIA: "É preciso que o discípulo da sabedoria tenha o coração grande e corajoso. O fardo é pesado e a viagem longa." (Confúcio)

Comenta Imagem 3

5 comentários:

  1. Leio pouco livros nacionais estou tentando esse ano ler uma quantidade maior. Particularmente não seria um tipo de livro que costumo ler, porém fiquei bastante curiosa e super arriscaria uma leitura. Mas seria um desafio porque a pegada dele é bastante clássico, e sou péssima nisso, mas acho que foi exatamente isso que me fez interessar

    ResponderExcluir
  2. Parece muito interessante e de uma leitura inovadora e cativante!
    Fiquei interessada!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Só eu que sonho em ter uma sociedade tipo essa do filme que ele cita bem pertinho pra poder participar? hahaha
    Beijocas!
    fabricandoalgunssonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Sempre é bom conhecer novos autores nacionais. Parabéns pela parceria. Aguardamos a resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    bom difícil eu ler algum livro nacionais mas já li um, porém quero tenta ler mas...gostei desse livro, uma historia bem interessante!

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy