30/05/2017

RESENHA #37 - ”A VOZ DE G’GANCH” (LITERATURA NACIONAL) - J.M. BERALDO

CONTO:”A VOZ DE G’GANCH” (LITERATURA NACIONAL)
SÉRIE: REINOS ETERNOS
COLEÇÃO: CONTOS DO DRAGÃO
AUTOR: J.M. BERALDO
EDITORA:DRACO
PÁGINAS –32
1ª  EDIÇÃO 2017
CATEGORIA: CONTOS BRASILEIROS
ASSUNTO: FICÇÃO



CITAÇÃO: A poeira não assentava. Serpenteava, viva, escapando da múmia partida, buscando as narinas, a boca e os ouvidos.”


ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

AZUL com letras douradas.
Feita por Ericksama.

-DIAGRAMAÇÃO:

Como foi lido em e-book, não há o que se falar da diagramação.
Publisher: Erick Santos Cardoso.
Produção editorial: Janaína Chervezan

- ESCRITA:

Narrativa descritiva em terceira pessoa oculta e diálogos.
Encontrado apenas um erro de separação de sílabas.
Revisão: Ana Lúcia Merege.

CITAÇÃO: O cheiro de morte chegou às suas narinas antes da visão clara do rosto da Voz.”


SINOPSE:

“Quando o mercenário Kasim fugiu da guerra contra o Império de Diamante, seu plano era encontrar um novo lar bem distante onde ninguém quisesse matá-lo. Mas uma parada inesperada em uma ilha selvagem o coloca numa situação inusitada: embrenhar-se na mata para negociar com nativos em nome da poderosa Companhia Mercantil. Ele só não tinha parado para pensar no porquê de enviarem um mercenário ao invés de um diplomata.”


RESUMO SINÓPTICO:

Kasim é um mercenário, ex-capitão dos Chacais à Espreita, vindo de Myambi, fugindo da guerra contra o Império de Diamante. Estava a caminho de uma nova vida do outro lado do oceano dos Mil Deuses, onde não poderia ser morto por fugir.
No caminho da fuga, parou em G’ganch, uma ilha selvagem, quente e cheia de mosquitos, onde os nativos cultuavam os Jacarés.
Parou em  uma taverna para aplacar o calor e se viu à frente de um homem branco. Acreditava que os homens brancos não eram confiáveis, pois cultuavam apenas a si mesmos e mais nenhuma divindade. O homem era o dono da Companhia Mercantil, responsável pelos navios que saíam da ilha.  
O homem negocia prata e a passagem de Kasim para fora da ilha, desde que ele vá negociar com os nativos, pois seus negócios andam caindo e não sabe qual o motivo. Sem opção, Kasim entra mata adentro acompanhado de Hiuen e Quan, dois empregados da Companhia Mercantil de Valmedor, preparados e astutos..
Na selva acontecem fatos que preocupam Kasim e o fazem se questionar porque o mandaram para negociar e não uma pessoa mais qualificada...



ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTOR:

O conto é uma ficção muito bem escrita e apesar de ser uma fantasia, confesso que senti certo terror ao fazer a leitura. O medo adveio da aventura enfrentada pelos protagonistas durante a passagem pela selva e no momento da negociação.
Não sei bem como explicar sem entregar o conteúdo do conto. Fato que é preciso fazer a leitura para sentirem, algo de feeling mesmo, porque o escritor tem uma maneira de fazer o relato que surpreende o leitor, ao passo que cria a expectativa do que está porvir no desfecho.
E por falar nele, no desfecho, algo bem inesperado e surpreendente. Fiquei extenuada e de boca aberta...
Fiquei impressionada como poucas páginas podem trazer tanta expectativa e a sensação de suspense, até um certo mistério em relação ao desconhecido, a um povo que não se sabe muito sobre quem os comanda e sobre os moradores da selva.
Querem saber o que aconteceu nas poucas páginas bem escritas?
Leiam! Vale a pena!


NOTA : 4,80 DE 5,00



SOBRE O AUTOR:

beraldo


J. M. Beraldo é um nômade carioca que ganha a vida como game designer. Tem contos nas antologias Piratas (2015), Outro lado da cidade (2015), Sagas 4 (2013) e Brinquedos Mortais (2012), publicou os romances Véu da Verdade (2005), Taikodom: Despertar (2008) e pela série Reinos Eternos, Império de Diamante (2015) e Último Refúgio (2016). Trabalhou em dezenas de video games, e escreveu uma penca de livros de RPG. Tem ideias demais e tempo de menos, mas jura que um dia coloca tudo para fora. Site www.jmberaldo.com

EXEMPLAR CEDIDO PELA EDITORA DRACO.

 PARCERIA EDITORA DRACO




Baixe grátis agora mesmo: Amazon 



cheirinhos

Rudy


10 comentários:

  1. A draco está mandando bem nessa coleção contos do dragão. É muito bom quando o autor consegue surpreender o leitor e deixa essa sensação quando o livro termina. Adorei e fiquei bastante curioso.

    ResponderExcluir
  2. Nao conhecia o livro, mas gostei muito do que li.Adoro contos e esse seria uma maravilha porque gosto de sentir exatamente o que os personagens estao sentindo.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Não conhecia o livro, mas por sua ótima resenha e suas palavras positivas sobre a obra, fiquei interessada na leitura.
    Espero ter a oportunidade de ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Boa leitura flor!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com

    ResponderExcluir
  5. Livro lindooooo...
    É fantasia q ainda por cima tem mercenário?
    Livro perfeito pra mim 😍😍😍. E vc, como sempre, arrasa nas resenhas, Rudy.

    ResponderExcluir
  6. Olá!!! Ainda não conhecia o livro, mas gostei muito da resenha, livros de fantasia é comigo mesma, fico encantada com tudo, gostaria muito de ler!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi! Parece um conto recheado de surpresas, que nos deixa bem intrigados. Aquela sensação de saber o final. Bjos ❤

    Click Literário


    ResponderExcluir
  8. Olá Rudy!
    não conhecia esse livro e nem o autor. Gostei bastante da historia e super diferente, que tem varios misterios e supresas para nós deixa curiosos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Rudy.
    Essa é a primeira vez que vejo falar do autor e ja estou encantada normalmente não sou cativada por contos não, mas essa premissa me chamou bastante a atenção.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Muitas vezes vejo esses contos e não dou muito chance a eles, apenas com as resenhas eu vou vendo o quão bons eles são e minha lista só vai aumentando.
    Que máximo esse conto mesmo com poucas páginas tenha sido tão surpreendente e te deixado boquiaberta. Em breve vou conferi-lo.

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy