16/12/2017

RESENHA #98 - “UM AMOR DE NATAL” (LITERATURA NACIONAL) - JOSSI BORGES

LIVRO: “UM AMOR DE NATAL” (LITERATURA NACIONAL)
AUTORA: JOSSI BORGES
EDITORA: E-BOOK AMAZON (AMOR & LIVROS)
PÁGINAS – 28
1ª  EDIÇÃO 2017
CATEGORIA: CONTO FICÇÃO BRASILEIRO
ASSUNTO: ROMANCE



ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Um homem ajoelhado entregando uma flor para uma mulher. Tem um chapéu de Pspsi Noel em cima da letra N de Natal.
A capa é bem lidinha!
Adaptação da capa: Jossi Borges / Justtech Informática


-DIAGRAMAÇÃO:


CONTEÚDO: SUMÁRIO; PRESENTE DE PRIMAVERA; CIDADE GRANDE; DECEPÇÕES; O CAIPIRA; PRESENTE DE OUTONO; REFLEXÕES; O PRESENTE; e, AUTORA.
Preparo de originais: E. Chiafitela
Projeto gráfico e diagramação: Jossi Borges / Justtech Informática


- ESCRITA:

Primeiro conto em 3ª pessoa, porém transmitindo os pensamentos da protagonista e com linguagem própria da cidade interiorana do ParanÁ, de onde ela nasceu...O segundo conto também é em 3ª pessoa, porém com os pensamentos de Esther, mão da Elara, primeira protagonista.
Pequenos erros gráficos.

SINOPSE:

“Dois contos de amor para o seu Natal:
PRESENTE DE PRIMAVERA - Elara tinha sonhos incríveis sobre seu futuro, tanto profissional como sentimental. Entretanto, ao mudar da casa de seus pais, Esther e Roberto, para a capital, não imaginou que tudo o que ela pensou no início daquela jornada fosse se transformar em pó... e daquele pó, pudessem brotar as mais belas flores de primavera, assim que decidiu voltar para casa e passar o Natal com sua família.

PRESENTE DE OUTONO - Esther tinha um casamento estável com Roberto. Mas desde que a filha, Elara, deixara a casa para ir estudar na capital, muitas coisas ruins passaram a abalar seu casamento. Ambos pareceram aperceber-se que uma barreira invisível os estava separando. E de fato, se separaram. Com a chegada do Natal, porém, uma tradicional reunião familiar trouxe-os à realidade. Um retorno, uma esperança? Ou o simples e inevitável desenlace de tudo? Tudo poderia acontecer naquela noite festiva...”

RESUMO SINÓPTICO:

O livro é composto de dois contos.
O primeiro conta a história de ELARA, nascida no interior do Paraná, tinha o sonho de sair de lá, pois não gostava do interior, achava que todos eram caipiras, principalmente DÉCIO, que vivia a rodeá-la, queria estudar na capital e conheceu SOPHIA com quem passou a dividir o apartamento em Curitiba. No início estava gostando muito, passou a frequentar a Igreja de Mórmons que Sophia a apresentou, a participar dos grupos de estudos e do grupo de jovens solteiros; e, cursava o curso de Pedagogia na  UFPR. Aos poucos no entanto, as coisas foram mudando. Já não via graça na faculdade, achava os professores muito ‘regrados’, totalmente diferente do que imaginava, começou a se interessar por Arthur que fazia parte do grupo de jovens da igreja e quando estava prestes a confessar sua paixão, descobre a traição dupla da amiga Sophia: estava namorando com Arthur e tinha armado para que eles fossem passar o Natal no retiro, deixando Elara só, triste e depressiva.Quando a mãe ESTHER ligou para convidá-la para o Natal em casa, ela aceita e toma a decisão de deixar tudo para traz e voltar a morar com a mãe no interior. O que ela não esperava era encontrar um Décio totalmente diferente...
O segundo conto conta a história de ESTHER...feliz por ver a filha em casa novamente e tentando se acertar com Décio, restava a tristeza de ter brigado há alguns meses com ROBERTO, seu esposo e companheiro. Eles tinham uma confecção de lingerie onde trabalhavam juntos. Ela achava que a relação de mais de 30 anos havia esfriado e ver Roberto conversando com uma das empregadas da confecção, bem mais jovem do que ela, foi a gota d’água...disse que com ela ou era oito ou oitenta e que ele partisse. Ele já sem paciência disse que iria passar um tempo com os pais idosos em São Paulo. Ela ficou arrasada... Quando no mês anterior ele telefonou, ela o convidou para passar o Natal em casa e que Elara estaria presente também. Ele confirmou que iria, mas já eram quase meia-noite e ele não havia chegado...E de repente, escuta uma movimentação diferente na sala... Ele chegara...

ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Os contos são muito bons, as personagens bem delineadas e definidas, mostram seus sentimentos, mesmo que através dos pensamentos e o principal: fala sobre família, ainda mais em época natalina que para os cristãos, é festa de família mesmo. E mesmo que a família momentaneamente esteja desestruturada, mostra que o amor consegue superar todas as situações adversas e juntos podem enfrentar qualquer problema.
O que  a história deixa é aquele sentimento de amor e união familiar que tanto engrandece nessa época do ano, aquele sentimento enternecedor que mexe com nossos sentimentos.
Embora os contos sejam muito bons e tragam sentimentos inexplicáveis ao leitor, alguns pontos ficaram um tanto contraditórios e apenas por esse fato, não dei a nota máxima. Exemplo é, Esther é evangélica, no entanto, decora a casa com imagens de Santos, isso me deixou bem confusa, mas nada ao ponto de tirar o brilho de todo sentido que as histórias trazem...
Recomendo a leitura para todos!


NOTA : 4,00 de 5,00

Emoticon triste


SOBRE O AUTORA:


JOSSI BORGES é web designer, diagramadora e escritora. Com formação técnica em Design Gráfico, cursando Licenciatura em Letras, trabalhou no ramo de comércio e informática. Participou da sua primeira antologia, aos 15 anos de idade, no “Encontro III” (concurso promovido pela Fundação Copel, 1987), onde teve uma obra publicada. Publicou várias antologias, como “Estranhas Histórias de Amor” (2010), o romance “Escravos da Paixão”, participando e organizando “Beijos e Sombras” (2010), “Beijos e Névoas” (2010), “Beijos e Sangue” (2010),“Poções, Encantos e Assombrações” (2010), pelo Clube de Autores. Também publicou a antologia de contos “Mulheres da Bíblia”, volumes I e II (2012-2016), a trilogia “Guerreiras de Pangeia” (2014), além de outros romances, contos, poesias, livros infanto-juvenis, traduções, participando da antologia “Histórias Fantásticas” volume II, pela editora Cidadela e da antologia de tradutores da Revista Literária em Tradução (n.t.) nº 8, com o conto Os Habitantes da Ilha Middle, de William Hope Hodgson. Todos os livros da autora podem ser adquiridos no site Clube de Autores e pelo site da Amazon.




CHEIRINHOS
RUDY



12 comentários:

  1. Ola Ridy!!
    Sou do interior do PR e adoro minha cidade e Estado, ache bem legal esse conto baseado no Natal e na Família, fiquei com vontade de ler e ter a esperança que tudo vai ficar bem entre a ESther e o Roberto, e a família vai ficar unida novamente!!!

    ResponderExcluir
  2. Também sou do interior do Pr, mas adoro, queria ler mais sobre aqui.
    E essa história parece ser bem bonita, cheia de reviravoltas, amor, emoções e perdão de natal.
    Já quero!!
    bjsss

    ResponderExcluir
  3. Gosto de histórias do natal no qual toda a família fica toda unida e felizes, é claro!

    ResponderExcluir
  4. Muito bacana, por causa da resenha fui espiar agora no youtube as diferenças entre as falas do paraná e do RS, me diverti muito.

    ResponderExcluir
  5. Olá Rudy!
    Gostei do livro, um conto interligado e bem interessante. Gostei muito da premissa e me deixou bem curiosa como irá a trama final.

    Meu Blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. A capa é bem simples e interessante. A premissa é bem legal, mas eu realmente não curto livros que envolvam o Natal.s

    ResponderExcluir
  7. Oi Rudy!
    Adoro natal, acho muito importante essa epoca e costumo entrar no clima com filmes e livros ahuahauh
    Vou ler na época do natal, claro auhauha
    É uma mensagem muito bonita mesmo de o amor superar tudo!
    Uma pena essas contradições da autora como a história do santo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia a autora, mas fiquei bastante interessado em ler. Família realmente é uma instituição complexa, tem seus problemas, mas nunca deixa de se amar. É nosso apoio. Quanto à Ester, é sim contraditório, mas ao mesmo tempo temos muito disso no Brasil. As religiões e suas crenças se misturam. Já vi muita situação assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      Quando temos o livre arbitrio, a democracia aumenta cada vez mais, ainda mais no ambiente familiar.
      GRATIDÃO!
      Semaninha e amor!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  9. Oi Rudy, tudo bem com você?
    Eu não conhecia o livro, mas gostei do que li no seu texto.
    Parabéns pela resenha!
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir
  10. O natal é uma data tão especial. Ela une famílias, traz consigo mais amor ao próximo, paz no coração e solidariedade.
    O que me chamou atenção nesse livro, foi ver que são dois contos onde um mostra a vida da mãe e os problemas pelos quais ela e o marido estão passando. E mostra também a vida da filha, onde ela ao retornar para casa nessa época tão bela, pode ajudar os pais.
    Muito bonito.
    Amei!!

    Bjos

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy