04/02/2018

RESENHA #04 - “PURO ÊXTASE” (LITERATURA NACIONAL) - JOSY STOQUE

LIVRO: “PURO ÊXTASE” (LITERATURA NACIONAL)
SÉRIE: TRILOGIA PURO ÊXTASE
VOLUME 1
AUTORA: JOSY STOQUE
EDITORA: ASTRAL CULTURAL
PÁGINAS – 255
1ª  EDIÇÃO 2016
CATEGORIA: FICÇÃO BRASILEIRA
ASSUNTO: ROMANCE ERÓTICO
ISBN: - 978-85-8246-261-4

Puro Êxtase

CITAÇÃO:

“[...]Uma lista de objetivos se enumera em minha mente. Ser sensual não é ser perfeita, mas é dar evidência a minhas qualidades.” (pág. 28)

“-E daí? Família tem que ser sinônimo de felicidade, não de prisão familiar. [...]” (pág. 32)

“Uma coisa esse desastre emocional me ensinou: não se deve depositar expectativas no outro. Não importa quem seja: namorado, noivo, marido, pai, mãe, filho, irmão, amigo, chefe, colega. Só tenho domínio sobre o que eu penso e sinto; não posso controlar os sentimentos e as vontades dos outros. Jamais! Preciso acreditar em mim, estar satisfeita comigo mesma, lutar pelos meus sonhos.” (págs. 43/44)

“ Meu lema agora tem base nos quatro efes: Fé, Foco, Força e Foda-se! Que se dane a opinião deles! Nunca mais vou permitir que quem quer que seja me ofenda e humilhe, menospreze minha capacidade, caçoe de meus objetivos, controle o que eu posso ou não fazer, absorva tudo que tenho de bom e me abandone vazia e triste. Isso deveria ser crime! Inafiançável!”
 (pág. 44)



ANÁLISE TÉCNICA:

A imagem pode conter: planta

-CAPA-

No começo não entendi bem a capa, confesso, embora tenha achado lida, toda preto e com algo que parecia uma fumaça rosa. Virei, mexi, virei novamente e nada... apenas depois que terminei a leitura, foi que percebi que parecia fluídos (e espero não estar falando bobagem...). É uma daquelas capas enigmáticas que cada um imagina o que vem em sua mente.
Fato é que gostei muito.
Capa em papel Cartão Ningbo 300g.  

NOTA: 4,50 de 5,00

Nenhum texto alternativo automático disponível.


-DIAGRAMAÇÃO:

Nenhum texto alternativo automático disponível.

As folhas são amareladas com letras pretas um pouco acima da média, facilitando e muito a leitura.
Conteúdo: dedicatória; pensamento; agradecimentos; introdução; prólogo; trinta capítulos numerados, com título e uma frase introdutória; epílogo; e, prólogo e primeiro capítulo do próximo volume da série.
Projeto gráfico do miolo: Aline Santos.
Impressão: PROL Gráfica.

NOTA: 5,00 de 5,00


- ESCRITA:

A narrativa é descritiva em primeira pessoa pela protagonista. Diálogos dinâmicos e escrita fluída, envolvente e clara.
É uma linguagem explícita e despudorada, as palavras não são vulgares, apenas explícitas quando estão voltadas para os relatos sexuais. Os mais pudicos poderão até chocarem-se com a explicitude de alguns trechos. Preparem-se, então, para relatos bem descritivos e honestos.
A linguagem usada pela autora é um dos melhores atrativos para o envolvimento com a leitura.
Confesso que fiquei tão envolvida que nem percebi se havia algum erro ortográfico.

NOTA: 4,80 de 5,00


CITAÇÃO:

“- [...] Day, nós, humanos, somos egoístas, e esse amor que nós procuramos viver, que nós achamos que vai ser a nossa felicidade eterna, não existe. Me diz: como colocar nossa felicidade na mão de outra pessoa? É uma exigência grande demais, não acha? A felicidade não vem de fora, e sim de dentro.” (pág. 60)

“Casamento não deixa de ser isso. Você se afasta da família e dos amigos para viver somente para uma pessoa. É realmente muito egoísta e injusto. Sinceramente. Para que formar uma família? Alguém pode me responder? Tudo bem que não nascemos para viver só, mas você não acha que o planeta já está superpovoado? Tá bom, eu sei que estou doida, mas, para mim, as ideias românticas caíram por terra.” (pág. 65)

“[...] Não acho que a instituição casamento deveria acabar, mas a mistificação dele sim, e imediatamente. A real é que o casamento tem o objetivo de povoar a terra e só. Se você pensa em casar e ter filhos para não ficar sozinho, é o maior egoísta. Só acho!.” (pág. 66)


SINOPSE:

“Trinta anos, bonita, bem-sucedida, casada. Aparentemente, não faltava nada na vida de Sara, mas não era bem assim. Faltava amor, cumplicidade e estímulo. Faltava se lembrar de que estava viva, e o divórcio foi uma maneira dolorosa de entrar em contato com essa realidade. Agora, é tempo de recolher os pedaços e se reinventar. Resgatar os amigos esquecidos, investir na carreira, ser dona do seu futuro. Uma noite, um bar, um estranho. Pouco a pouco, todos os preconceitos são deixados de lado. E todas as possibilidades de prazer se tornam reais. Puro êxtase é o livro mais ousado de Josy Stoque. Dispa-se dos preconceitos e venha se surpreender com a coragem de Sara.


CITAÇÃO:

“Não esperei o amor verdadeiro acontecer; eu só queria ter alguém para chamar de meu, para cuidar, para não me sentir sozinha. Mas então eu constatei que é possível viver na solidão ao lado de outra pessoa quando não há sentimento forte o bastante que os aproxime, afinidades que os tornem amigos e paixão que os transforme em amantes. Eu admito: meu casamento foi um fracasso total, e a culpa não foi só dele. Não mesmo.” (págs. 126/127)


“[...] Eu acho que, na verdade, não somos nós que procuramos o amor verdadeiro: é ele que vem ao nosso encontro. O difícil é nós estarmos atentos para enxergá-lo. Portanto, eu não me arrependo de ter afastado Cássio.” (pág. 171)


Sexo é fantasia, é satisfação, é pele e fogo. Que mulher não quer ser desejada com paixão? O sexo está aqui para isso, e nós também queremos. Desejamos ser conquistadas, ser arrebatadas por um homem. Mas não podemos apenas sonhar: temos que fazer acontecer. Hoje eu não me frustro mais com o que gostaria de ter: eu torno realidade. Eu penso, me preparo, me alimento do que quero e vou além. Faço o que desejo.” (pág. 178)



RESUMO SINÓPTICO:

SARA após um mês de choradeira, tristeza, reclusão, resolve dar um basta... e procura as amigas para sair. A vida dela não andava nada boa: após 10 anos de casada, foi surpreendida com um divórcio, estava desempregada e teve de morar na casa dos pais.  Dia e a noite não tinham diferença para ela. Vivia no facebook. Como as amigas tinham suas próprias vidas e durante a semana não podiam acompanhá-la, resolveu ir sozinha.
Na ‘balada’ sente-se desejada, todos a observavam. E gostou do momento de evidência, afinal, estava com 30 anos, era bonita e estava solteira, por que não aproveitar? Entrega-se a música, algo que sempre gostou foi dançar e logo alguém se aproxima, excitando-a de uma forma que ela nunca imaginou. Acabou se rendendo aos encantos dele e acabaram fazendo sexo dentro do carro. Uma experiência totalmente nova, excitante e carregada de adrenalina. Decidiu que viveria todas as novas experiências que surgissem em sua vida sem arrependimentos e sem vergonha de sentir-se feliz.
Traçou novas metas para a vida e decidiu que não se martirizaria mais por nada nessa vida.
Conseguiu um bom emprego em uma firma de advocacia, estava se sentindo realizada. Uma de suas metas era estudar para ser uma juíza. Começou a estudar para prestar concurso para analista judiciário, seria o primeiro degrau para atingir seu objetivo.
Enquanto isso...acumulava experiência em seu ‘currículo sexual. Tornou-se uma predadora e completamente aberta para vivenciar as situações que se apresentavam sem nenhum pudor, o importante era sentir prazer e estar sempre disposta a tudo.
Um acidente no entanto, acontece, ela é baleada e no hospital, repensa suas atitudes. De alta, resolve se permitir uns dias de férias para refletir o rumo que irá tomar. Embora ainda gostasse muito de sexo... ao retornar, recebe uma grande lição de uma de suas amigas: “O MUNDO PRECISA DE...-AMOR!


CITAÇÃO:

“-É claro que está. Ninguém gosta de ser rejeitada. Mas amor e sexo são coisas diferentes. Sexo é pele, é carnal, é físico, é paixão e hormônios. Faz bem para o corpo e para a alma, mas não é amor, ainda que você possa fazer sexo com quem ama. Amor é querer o bem do outro, ser gentil e ficar feliz só por ver essa pessoa sorrir também, sem querer nada em troca. Amor é sentimento, a gente vive com o coração, valida com a cabeça e extravasa com o corpo. [...].” (págs. 225/226)


“Ninguém tem o poder de mudar o outro, ainda que tenha o maior amor do mundo. Se fosse assim, as mães seriam as primeiras a exercer esse direito. Ao contrário, elas amam seus filhos apesar das falhas deles, de não serem como elas gostariam e não escolherem o mesmo caminho para elas. Ficam contentes quando estão feizes, e tristes quando estão sofrendo. É assim que o amor deve ser em qualquer relacionamento.” (pág. 237)

“É tão bom saber que existem pessoas que se preocupam de verdade com a minha felicidade. Tanto amor para receber da família e dos amigos, ainda que estejamos quilômetros distantes. É isso que falta. O mundo está cheio de sonhos destruídos porque as pessoas não se importam umas com as outras.” (pág. 243)


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Primeira observação a ser dita é: LEIA O LIVRO COM A MENTE ABERTA E SEM PRECONCEITO EM RELAÇÃO AO SEXO!!
Para as pessoas que gostam de romances eróticos, o livro é um dos melhores no gênero. Muito bem escrito, um enredo totalmente crível, pois poderia acontecer com qualquer pessoa: uma mulher jovem, bonita, educada, formada, que viveu um casamento durante 10 anos onde foi oprimida e desvalorizada, um divórcio inesperado, um período de ‘depressão’ e... a libertação total.
Mas, além de todo conteúdo sexual, o livro também traz diversas reflexões, tanto do ponto de vista da protagonista, como dos outros personagens secundários. Traz situações reais sobre os relacionamentos, amizades, envolvimentos, discernimento, objetivos de vida e de certa forma, os mecanismos psicológicos usados diante de determinadas situações e fatos. O que torna o livro, não apenas uma libertação sexual, mas também, uma certa filosofia, a partir do momento que passamos a pensar e repensar as falas e os comportamentos apresentados.
Sei bem que algumas pessoas poderão achar que o livro traz alguns excessos e realmente eles estão presentes em alguns momentos, entretanto, isso não quer dizer que a leitura seja uma total ficção, porque os acontecimentos são coisas que acontecem e de forma até corriqueira, mesmo que não tenhamos contato ou não as vivenciemos.
Outras poderão sentir certo conflito, principalmente as que tem uma religião mais opressora, poderão sentirem-se indignadas com determinados comportamentos, já que não fazem parte do seu cotidiano e por isso digo que, ao iniciar a leitura, dispa-se de qualquer pensamento e sentimento pré-concebido e apenas curta a leitura e o aprendizado, porque é aprendizado, viu?
 A leitura é intensa e ao mesmo tempo prazerosa, para quem como eu, gosta de romance mais ‘calientes’ dentro de um contexto de vida. Tem sexo? Tem! Tem experiências sexuais diferentes? Tem! Mas também tem muitos questionamentos e análises sutis das marcas que a vida imprime em nossos corações.
Para quem recomendo a leitura? Para todos! Mesmo para aqueles mais reprimidos sexualmente, mesmo para quem tem suas próprias convicções em relação ao sexo ou a sexualidade, todos devem ler para ampliar a visão ‘bitolada’ que temos do prazer.
A leitura foi PURO ÊXTASE!

NOTA : 5,00 de 5,00*

Resultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONS


SOBRE O AUTORA:

Foto -Josy Stoque

O primeiro livro da carreira de Josy Stoque foi a saga sobrenatural Os Qu4tro Elementos, traduzida para o inglês pela AmazonCrossing.
Ela escreveu também Insensatez, em parceria com Gisele Galindo, Estrela; a trilogia Puro Êxtase, sucesso de vendas na versão digital; o romance erótico policial Não Espere pelo Amanhã, que se tornou Best-seller da Amazon; e Eu Nunca, com Mila Wander, um dos mais vendidos da Veja Online.
Josy é pisciana, sonhadora e, claro, viciada em livros. Tanto que a sua gatinha tem nome de personagem: Tris.

Ah! Ela tatuou os 4 efes da protagonista de Puro Êxtase, para nunca se esquecer de viver intensamente.


CHEIRINHOS
RUDY




31 comentários:

  1. Obrigada, Rudy. Sobre a capa tem uma mulher dançando em meio à explosão pink. Os cabelos estão jogados sobre o rosto, uma perna está estrada para trás e um braço para cima. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Josy!
      Obrigada por explicar, tava difícil de entender..kkkkkkk
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  2. Ti louca pelo livro e sua resenha aumentou ainda mais minha curiosidade. A resenha ficou ótima, Rudy.

    ResponderExcluir
  3. Olá Rudy!
    Fiquei bem curiosa pelo livro, tem uma premissa muito boa e bem interessante. A historia da protagonista é bem interessante, onde vemos uma boa lição de vida depois que acontece algo na vida, temos que ter em conta que a vida sempre vai dar lição a você.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lily!
      Bem o que falou mesmo, a vida sempre nos traz algumas lições, mesmo que indesejáveis.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  4. Imagino um bom livro!!

    Beijo e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela resenha, Rudy. Quanto à capa, há uma mulher dançando em meio à explosão pink. O cabelo está jogado sobre o rosto, uma perna e um braço estão esticados para trás em pleno movimento. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Josy!
      Agora que explicou, ficou mais fácil de identificar, mas confesso que para mim, foi bem difícil antes, ver o que realmente significava...kkk
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  6. Oi, Rudy.
    Não conhecia o livro. Aliás, a capa em si já vi por aí afora, mas nunca tinha parado para ler nenhuma resenha.
    Adorei os quotes.
    Realmente ter família deveria ser sinônimo de felicidade. Aqui no nordeste, em muitos lugares, é sinônimo de bolsa família, nem entro na questão de prisão rs.
    A gente ri, mas deveria chorar. Lamentável.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naty!
      É verdade, aqui no nordeste, há uma tremenda briga entre os pais para ver quem fica com a bolsa família que deveria ser destinada a educação e alimentação dos filhos, bem triste.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  7. Olá Rudy!!
    Adorei a resenha e como adoro livros de romances hot, tenho certeza que vou adorar ler se tiver oportunidade!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia!
      Tenho certeza que vai gostar sim...
      Espero que tenha oportunidade de lê-lo.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  8. Eu não conhecia o livro, mas acho muito bom que a autora tenha feito um enredo sólido dentro do gênero. Muitos livros se preocupam em cenas calientes, mas se esquecem de manter um enredo que convence e prenda o leitor. Gostei muito da dica.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro!
      O bom do livro é isso, é a superação da protagonista, sua jornada em busca da melhora interior e como pessoa, tem todo um enredo bem construído.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Rudy!
    Olhando a capa também não consigo decifrá-la, ela é mesmo bem enigmática...
    Em relação a trama, eu leio livros eróticos, mas não com tanta frequência e apenas quando o enredo chama bastante a minha atenção, o que é bem raro de acontecer, e sinceramente, confesso que a trama de Puro Êxtase não me interessou, não fiquei curiosa para conhecer a história de Sara... Mas como esse é o primeiro livro de uma trilogia quem sabe ao ler resenhas dos próximos volumes eu acabe me interessado e decida ler a trilogia!?
    Contudo, no momento, Puro Êxtase não vai para a minha lista de leitura...
    Bjos, uma maravilhosa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Any!
      Acredito mesmo que é questão de gosto, como amo romances e os hots estão incluídos, amei o livro.
      A autora explicou que a capa é uma mulher dançando com cabelos esvoaçando...
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  11. Olá, maravilhosa resenha, adoro romances hot, e Puro Êxtase já esta na minha lista!
    Bjsss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clarisse!
      Adoro também romances hots e os da autora são fabulosos!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  12. Não curto tanto hot, mas esse tenho muita vontade de ler, pois todas as resenhas que leio são bem positivas e parece ser uma história muito boa e bonita.
    pela sua resenha, continuei com muita vontade de conhecê-lo, até pelo que você falou, pra abrirmos a mente e não termos preconceitos.
    beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Ana!
      Bom ver que tem vontade de ler esse, amo os hots.
      Bom final de semana e bom carnaval!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  13. Oii!
    Hot não é um dos gêneros que mais gosto, mas fiquie bem curiosa com sua resenha! Ouço falar muito bem dos livros da Josy e é impossivl não ficar curiosa.
    Ótima resenha ♥

    Beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carolina!
      Amo os livros hots.
      Espero que leia, porque vale a pena.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  14. Oi Rudy!
    Vejo que rola muito preconceito com os romances hots, não entendo porque. Tudo bem não gostar mas daí falar de quem lê acho péssimo. Gostei da história, apesar de já ter ouvido falar do livro ainda tinha lido nenhuma resenha. Futuramente lerei!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Catarina!
      Pois amo os romances hots e não tenho vergonha nenhuma em assumir.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  15. Oi Rudy, tudo bem com você?
    Sou super fã dos livros da Josy e seus personagens são maravilhosos e realistas.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CArol!
      Também, quero ler outros.
      Bom domingo!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  16. Para ler livros assim, é realmente necessário estar ciente e aberto às experiências de leitura que serão vividas.
    Ler um romance erótico não é pra qualquer um. Estou começando agora, e ainda tenho receio rsrs
    Mas, gosto de livro que, mesmo com essa pegada mais hot, traga para o leitor questionamentos e filosofias de vida. O que aparenta apresentar nesse livro.
    Vale a pena colocar na lista.

    Bjos

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy