25/10/2018

RESENHA #60 - “VIDE BULA FARMACOLOGIA POLÍTICA DE TRÊS PÍLULAS” (LITERATURA NACIONAL) - FABÍOLA RODRIGUES


LIVRO: “VIDE BULA FARMACOLOGIA POLÍTICA DE TRÊS PÍLULAS” (LITERATURA NACIONAL)
AUTORA: FABÍOLA RODRIGUES
EDITORA: 7 LETRAS
PÁGINAS – 104
  EDIÇÃO 2018
CATEGORIA: POESIA BRASILEIRA
ASSUNTO: POEMAS
ISBN: - 978-85-421-0671-8

Vide bula

CITAÇÃO:

“Eu que atravessei todas as formas, afinei todos os silêncios, amarfanhei todas as flores, enxuguei todas as desimportâncias, repisei todos os ódios, refuguei todos os desejos, troquei os lençóis de cama e os panos de pratos, eu que estou aqui desde sempre, desde que amanheceu os tempos, desde que o sol beijou a lua, desde o dia em que das cinzas você renasceu, eu, apenas eu, miserável avatar de mim, irei beber algum dia das águas adustas dos teus olhos?” (“GRAMÁTICA” – pág. 25)

ANÁLISE TÉCNICA:

-CAPA-

Uma parte vermelha, listra branca e verde. Letras do título na cor branca.
A capa é simples, embora as cores combinem e sejam chamativas.
Não há denominação de quem fez a capa.

NOTA: 3,50 DE 5,00

-DIAGRAMAÇÃO:

As folhas são amareladas com letras pretas medianas.
Conteúdo: sumário; pensamentos; dedicatória; dividido em três partes: Oníria com vinte e oito poemas e Ocaso com quarenta e dois poemas; e, Olvido com apenas um poema.
Formato            14x21 cm
Coordenação editorial: Isadora Travassos.
Produção editorial: João Saboya, Julia Roveri, Isadora Bertholdo e Rodrigo Fontoura.

NOTA: 4,00 de 5,00


- ESCRITA:

Todos os poemas são escritos em primeira pessoa pela visão da autora, tornando os poemas bem pessoas, carregados de sentimentos profundos e alguns termos em outro idioma e com vocabulário vasto e expandido. São poemas livres, sem forma ou métrica.

NOTA: 4,50 DE 5,00

CITAÇÃO:

“Aqui e agora essa luz de luzes no teu cabelo
As luzes te caem bem
Muito melhor do que em mim e muito melhor do que eu queria em ti{...]” (“HIC ET NUNC” pág. 44)

SINOPSE:

“"Vide bula" adverte sobre os efeitos de se adentrar no universo poético de Fabíola Rodrigues: os versos se insinuam pelos cinco sentidos do leitor, evocando a infância e seus temores, a vastidão do mundo, a fragilidade dos seres, a história secreta das palavras. Nas palavras de Fernanda do Nascimento Oliveira, "Vide bula" provoca sensibilidade à flor da pele.”

CITAÇÃO:

“Descalço as sapatilhas de ponta, desamarro a sala de tule, arranco o collant rosa, pouso a tiara de cetim sobre a penteadeira, desabo, desfeita, sobre a cama: tragédia anunciada, esforços debalde. Fui reprovada no certame para primeira bailarina do teu corpo de baile.” (“PAX DDE DEUX” – pág. 57)

RESUMO SINÓPTICO:

A autora reuniu textos e poesias que imprimem seus sentimentos pessoais sobre diversos assuntos que convergem para o sentimento do amor em várias formas, tornando-os mais sensoriais, carregados de ‘felling’ interior, como se fossem a cura para a solidão.


CITAÇÃO:

“Sai no coração do aguaceiro
Guada-chuva rasgando o céu
Vento barafustando meus cabelos
Em prantos [...]” (“TENPESTADE TROPICAL” – pág. 84)


ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:

Nem é preciso dizer o quanto sou apaixonada por poesia.
Acredito que através de palavras, rimadas ou não, com métrica ou não, é possível transmitir diversas formas de sentimento, de fácil entendimento e que tocam o coração ou a alma do leitor.
Aqui não foi diferente. Com seus poemas livres, não apenas nas formas gramaticais e métricas, a autora trouxe à baila, sentimentos diversos, profundos, interiores que transmitem suas sensações diante da vida de forma branda, embora em alguns, a tormenta interior seja forte.
A linguagem é contemporânea, embora traga termos não tão utilizados no dia a dia e alguns termos/palavras estrangeiras, porém de fácil entendimento diante do contexto apresentado nos textos.
Acredito que cada leitor será atingido de uma maneira pessoal de acordo com suas próprias experiências de vida. A mim, o sentimento que trouxe, foi que os poemas são uma forma de, através de suas experiências, poder trazer a 'cura' ou o caminho para ela, através de suas vivências pessoais. 
Mais que recomendado.

NOTA : 4,50 de 5,00

Resultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONSResultado de imagem para EMOJIONS


SOBRE O AUTORA:

Resultado de imagem para Foto da escritora Fabíola Rodrigues

Fabíola Rodrigues nasceu em Votuporanga (SP). Socióloga, mestre e doutora em Demografia, atua na gestão pública do patrimônio cultural em Campinas (SP).

EXEMPLAR CEDIDO PELA OASYS CULTURAL.

A imagem pode conter: texto

CHEIRINHOS
RUDY



12 comentários:

  1. Eu também adoro poesias Rudy, acho que a poesia tem exatamente esse poder que você falou de tocar as pessoas em diferentes pontos de acordo com o momento em que a pessoa fez a leitura. Adorei esse livro e vou ler com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Olá Rudy!!
    Ainda não conhecia a Autora e como Amo Poesia e adoraria ter o prazer de ler o livro, adorei os trechos mencionados!!

    ResponderExcluir
  3. Eu também adoro poesias e tudo o que elas movimentam dentro de nós. As palavras têm poderes e alguns poetas tem o dom de fazer mágica com seus versos. Eu, particularmente, gosto de poesias livres assim.

    ResponderExcluir
  4. É muito bom ler livros que nos tocam, e poesias sempre mexe com a gente né?
    Adoro as reflexões que me trazem...
    tô lendo + nesses últimos meses.
    Que bom que gostou tanto desse livro, já até anotei o nome pra comprar quando der!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Nunca mais li livros de poesias, o titulo desse particularmente me chamou atenção. Legal!

    ResponderExcluir
  6. Não entendo nada de poesia, então não é um livro que tenho vontade de conhece ou ler (infelizmente).

    Já tentei ler mais sabe quando você ler uma coisa mais logo em seguida não sabe o que você leu? pois é assim que eu fico quando começo a ler poesia.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Rudy tbm sou fascinada qdo se trata de poesias, eu ainda não conhecia esse livro, já me prendeu atenção pela sinopse dele.
    Vai para os meus desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Olá Rudy!
    Eu também amo bastante os poemas, alem de trazer sentimentos tem uma forma de transmitir muitas coisas em apenas algumas palavras. Gostei do livro e me deixou bastante curiosa!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Livros que nos tocam são tão gostosos de ler!! Amo poemas, e é tão bom ver poetas brasileiros escrevendo bem. E que a poesia do nosso país continue tão boa quanto à anos atrás.

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Apesar de ler pouco, também me encanto com poesia, são palavras, versos, que nos deixam encantados. É melhor ainda quando os autores se utilizam de palavras com fácil entendimento, deixa a leitura mais fluente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Também passei a amar poesia. Ampliou e muito minha visão de mundo.
    Esse livro parece ser incrível.

    ResponderExcluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy