12/07/2015

RESENHA #37 - ”O MAGO” (LITERATURA NACIONAL) - FERNANDO MORAIS



LIVRO:”O MAGO” (LITERATURA NACIONAL)


AUTOR: FERNANDO MORAIS



EDITORA: NOVO CONCEITO



PÁGINAS – 640



1ª  EDIÇÃO



1ª IMPRESSÃO 2015



CATEGORIA: NÃO FICÇÃO BRASILEIRA



ASSUNTO: BIOGRAFIA



ISBN: - 978-85-8163-672-6

Mago, O





CITAÇÃO: Eu sentia o cheiro do Anjo me rondando, a respiração do Anjo, o desejo do Anjo de levar alguém. Fiquei em silêncio e em silêncio perguntei o que ele queria. Ele me disse que tinha sido chamado e precisava levar alguém, prestar contas de seus serviços. Então eu peguei uma faca de cozinha, pulei o muro que dava para um terreno baldio, onde os favelados criavam cabras soltas, peguei uma delas e abri a garganta de uma ponta à outra. O sangue esguichou alto, passando sobre o muro e respingando até nas paredes da minha casa.Mas o Anjo partiu satisfeito. Desde então eu tive certeza que jamais tentaria o suicídio de novo.” (pág. 139)




 


ANÁLISE TÉCNICA:





-CAPA-



Foto do escritor Paulo Coelho com filtro de tela azul.

Acima o nome do escritor Fernando Morais e uma pequena ilustração dele.


A capa é simples e não poderia ser diferente, porque é sobre ele o livro.


Foto de Paulo Coelho: Gelty Imagens.

Ilustração de Fernando Morais baseada em foto de Janete Longo.





(nota:4,00 de 5,00)







-DIAGRAMAÇÃO:





Conteúdo: obras de Fernando Morais; dedicatória; sumário; pensamentos; são 30 capítulos numerados e com títulos; estatísticas sobre Paulo Coelho; entrevistados; sobre o livro; crédito das ilustrações; e, índice onomástico.

 



Folhas amareladas com letras pretas um pouco menores que a média; cópias de documentos e muitas fotos ilustrativas.
 

 

 
 
 

Impressão e acabamento Corprint 250215.

Produção editorial: Equipe Novo conceito.



Formato/Acabamento: 16x23x4,0

Peso: 0.84 kg





(nota:4,80 de 5,00 )







- ESCRITA:



É descritiva em terceira pessoa, claro, já que é a ‘voz’ de Fernando Morais que dá todo tom da pesquisa e narração. 


Algumas citações do Paulo Coelho também fazem parte da escrita, bem como depoimentos de pessoas que fizeram parte da vida do Mago e documentos.


A leitura é lenta, não pelo fato da escrita ser arrastada, mas porque tem de se ter atenção na leitura de cada passagem e porque o livro é farto de fatos.


Escrita explicativa, contundente e cronológica. 


Quanto aos erros, confesso que não me ative a essa parte, porque me envolvi totalmente na leitura.





(nota:4,80 de 5,00)







CITAÇÃO: “Há muito tempo não sentia uma revolta como estou sentindo hoje. E não é contra Jesus, mas contra minha própria incompetência de não conseguir ter força de vontade suficiente para realizar meus sonhos.” (pág. 457)



RESUMO SINÓPTICO:



Após um encontro no aeroporto Francês, Fernando Morais conhece Paulo Coelho e passam 6 semanas juntos e resolvem fazer a biografia do mais polêmicos dos escritores nacionais, afinal, muitos não o consideram escritor, embora já tenha vendido mais de 100 milhões de exemplares por todo o mundo, sendo assim, um poço de contradições.



Fernando Morais se muda para o Rio de Janeiro e vai em busca da trilha deixada pelo Mago através de prontuários médicos, bares, amigos, conhecidos, tudo e todos que pudessem embasar sua pesquisa do tão contraditório pesquisado.



Paulo Coelho entregou 40 anos de diários escrito no decorrer de sua vida, muitos gravados em cassete, juntando os pedaços de 60 anos de existência. A experiência durou 4 anos e deu origem a mais de 600 páginas sem censura, que mostra escrachadamente o sucesso depois dos 40 anos, as orgias anteriores a essa época, a tentativa de suicídio, pacto com o diabo, parceria com Raul Seixas, a prisão na ditadura militar, à busca da Fé, a chegada a Academia Brasileira de Letras e toda trajetória fenomenal até o reconhecimento mundial...





ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTOR:



Bem difícil fazer análise de uma biografia, afinal, quem sou eu para analisar anos de pesquisas de uma figura emblemática como um escritor polêmico, controverso e fantástico como Paulo Coelho? Como questionar acontecimentos vividos e alguns tão drásticos? Difícil, né? Mas vamos lá falar sobre meus sentimentos em ler toda história.



Começo falando do que me incomodou que foi o fato da leitura ser lenta, a fazia de forma esporádica, lendo com atenção para não perder um fato sequer que fosse, e aí a leitura se arrastou por quase dois meses...



Poder adentrar no mundo descrito por Fernando Morais sobre tudo que aconteceu nos 60 anos de vida de Paulo Coelho, foi uma viagem alucinada, como a própria vida do Mago, tão polêmica e em certos aspectos, constrangedora.



Ao contrário de muitos leitores brasileiros, que contestam a forma como Paulo Coelho escreve e nem o consideram escritor e acham que ele apenas quer vender livros, sempre gostei dos livros e das mensagens passadas por ele e esse fato é que me levou a querer conhecer um pouco mais sobre sua vida e como chegou ao sucesso.Sempre o admirei, entretanto, a leitura desse livro me deixou chocada...



Detalhes desde o nascimento, sua voz, seus tiques, suas experiências arrasadoras, suas buscas pessoais, experiências com drogas, enfim, tudo pelo que passou, vou bem revelador e prova que a vida pode dar tantas voltas e no final tudo dar certo (ou não)...Foi bem esclarecedor para mim.



E aí ressalto a habilidade do autor em poder compilar 60 anos em 600 páginas, juntando documentos, fotos e fatos que corroboraram na veracidade de vida do maior vendedor de livros traduzidos, mais até do que Shakespeare.



Recomendo sim o livro, mas apenas para aqueles que tem curiosidade e paciência para manter uma leitura apurada e tem interesse na vida de Paulo Coelho, e aí incluo os fãs de Raul Seixas, porque sei que muitos só leram esse exemplar para se aprofundar nessa época da vida do Mago.



Eu gostei, entretanto reconheço que não é um livro para todos, apenas para um nicho de fãs que querem conhecer melhor seu ídolo.





NOTA : 4,50 de 5,00



  




SOBRE O AUTOR:





Fernando Morais Nasceu no ano de 1946, em Mariana, uma cidade mineira tipicamente colonial. Era mau aluno, nunca aprendeu a fazer contas, mas gostava de língua portuguesa e de história. O amor pelo texto e pela investigação o fez iniciar aos 14 anos a carreira no jornalismo. Nessa época ele servia café e fazia serviços de mensageiro entre a redação de uma pequena revista e a gráfica. Um dia, foi chamado para substituir um repórter que havia faltado. Escreveu um artigo e nunca mais parou. Passou pelas redações mais importantes do Brasil (Jornal da Tarde, Folha de S. Paulo, Veja, TV Cultura), recebeu três Prêmios Esso e quatro Prêmios Abril de Jornalismo. Militante da luta contra a ditadura na juventude, foi deputado estadual, secretário da Cultura e da Educação do Estado de São Paulo, mas escolheu dedicar-se definitivamente à paixão pela literatura. Seus livros já venderam mais de três milhões de exemplares em vinte países.

Ao mergulhar na pesquisa sobre a vida de Paulo Coelho – por cujas obras, diga-se de passagem, nunca havia nutrido maior interesse –, Fernando Morais se viu diante de conflitos éticos torturantes: alguns dos fatos que vieram à tona eram tão perturbadores que ele se questionou se deveria revelá-los ao público. No fim, julgou que os leitores não poderiam ser submetidos a nenhum tipo de censura.



 CORTESIA EDITORA NOVO CONCEITO!




 




cheirinhos
Rudy



PENSAMENTO DO DIA

"O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário."(Albert Einstein)


 

9 comentários:

  1. Muito interessante. Quem sabe um dia eu anime ler algo mesmo que relacionado à Paulo Coelho?
    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de possuir certos aspectos interessantes, acredito que este livro não foi feito para mim. Nunca fui fã de alguém ao ponto de me interessar por sua biografia, sempre separei muito bem o trabalho do criador e por isso, biografias do tipo não foram feitas para mim.
    Deixarei a vida de Paulo Coelho para seus admiradores.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu adoro os livros do Paulo Coelho...já Biografia nunca foi o meu forte!
    Se um dia eu tiver a oportunidade de ler, com certeza eu vou ler.
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rudy! Acho que ainda não li nada do Paulo Coelho, acredita? Quanto ao livro, não tenho muito o hábito de ler biografias, apesar de gostar. Acredito que, para os fãs e admiradores de Paulo Coelho, ou até mesmo para quem tem apenas curiosidade, o livro é uma ótima oportunidade de conhecer mais sobre a vida do autor.

    ResponderExcluir
  5. Rudy
    Nunca entendi tanto preconceito com os livros de Paulo Coelho. Li O Alquimista e Brida na adolescência, mas não li outro porque não eram mais do meu gênero de interesse. Outro dia vi um documentário sobre a vida dele, o que me segurou até o fim foi saber como um cara que teve tantos altos e baixos encontrou, enfim, uma carreira de sucesso. Mas o preço que ele paga por isso é tão alto, muita gente não suportaria...
    Deu vontade de ler a biografia, Fernando Morais é um escritor minucioso e que sabe trazer o que há de melhor na vida do biografado. Deu vontade de ler tb algo mais atual de Paulo Coelho, quem sabe agora, com o olhar adulto e vivido, consigo captar melhor a mensagem e as indagações de Paulo?
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. querida Rudy, sei o quanto é osso resenhar uma biografia, não temos onde nos apegarmos. sabemos que mesmo romanceado para ficar um pouco mais palatável, teve suor ali e muita, mas muita pesquisa. recentemente resenhei a biografia de Carlos Imperial e a refiz umas 10 vezes.
    antes de iniciar minha considerações, quero dizer que sou fãzaço de fernando morais, assim como o sou de ruy castro. ambos mandam muito nesta área.
    não tenho preconceito algum e já li inúmeros livros de paulo coelho, confesso que alguns erros me incomodavam, mas nada que desabonasse a leitura. inclusive gostei demais "o diário de um mago", mesmo sabendo que muito do que ali está são exercícios de teatro.
    assisti a uma entrevista de fernando morais, para divulgar o livro, em que ele diz ter embebedado o "mago" algumas vezes, para que ele conseguisse colocar tudo pra fora.
    enfim, é um livro que também recomendo e sua resenha quase 5 estrelas corrobora meu sentimento!

    ResponderExcluir
  7. Parece interessante. Ainda não li nenhuma biografia, mais a do Paulo Coelho me deixou bastante interessada, por ser uma pessoa diferente e de enorme sucesso no mundo todo. Não sou de ler o livro de Paulo Coelho não me chama atenção, mais o que li Onze minutos adorei e foi envolvente.

    ResponderExcluir
  8. Ja é de seu conhecimento que não gosto de biografias.
    Acho interessante e até costumo ler na internet, mas pegar um livro biográfico e ler...simplesmente não consigo.
    Talvez um dia eu mude esse pensamento, espero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é bom variar o estilo...
      Desejo uma semana e um mes abençoado!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir

Adoro ler seus comentários, portanto falem o que pensam sem ofensas e assim que puder, retribuirei a visita e/ou responderei aqui seu comentário.
Obrigada!!
cheirinhos
Rudy